21 de setembro de 2012

Camponeses sofrem perseguição por produção agroecológica em RO


Do MPA

Hormônio e agrotóxicos na produção de alimentos é legal. Produzir com base na agroecologia é crime. Essa é a conclusão que camponeses e camponesas do Movimento dos Pequenos Agricultores (MPA) chegaram após várias intervenções realizadas pelo Ministério da Agricultura, Agropecuária e Abastecimento (MAPA) contra a produção de alimentos agroecológicos e produtos oriundos da agricultura camponesa.

Agrotóxico, transgênicos e o novo agronegócio

Por Débora Prado Da Caros Amigos A concentração no campo é conhecida inimiga na luta pela justiça social no Brasil. No País do agronegócio – em que usineiro é herói e a reforma agrária é divida histórica centenária – 2,8% das propriedades rurais são latifúndios que dominam mais da metade de extensão territorial agricultável do país (56,7%), segundo os dados levantados pelo Instituto Brasileiro de Geografia Estatística (IBGE) em 2006.

“Desafio é manter assassinos presos e fazer julgamento justo”

Do Amazonia.org.br Na semana passada, o trabalhador rural e integrante do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), José Valmeristo Soares - conhecido como Caribé - foi assassinado no Pará. Três dias depois, a polícia prendeu o filho do pastor e ex-deputado federal Josué Bengstson, Marcos Bengtson, acusado de ser o mandante do crime. Ulisses Manaças, coordenador estadual do MST, afirma que as agressões, que muitas vezes resultam em mortes no Estado, não são novidades.

Assentados criam cooperativa em assentamento no Maranhão

Por Reynaldo Costa Da Página do MST Para os trabalhadores rurais do Assentamento Califórnia, em Açailândia, no Maranhão, o lema “Para avançar na produção tem de ter cooperação” vai além do seu significado original e se torna síntese de um processo de um ano de avaliação sobre a produção do assentamento. Depois de mais de um ano de estudos e avaliações da situação da produção do assentamento, a comunidade avaliou que a cooperação é uma das saídas para melhorar a produção e, consequentemente, a vida das famílias ali assentadas.

Agrotóxicos livres de impostos causam problemas de saúde

Por Cida de Oliveira Da Rede Brasil Atual A isenção de impostos para agrotóxicos no Ceará, em vigor desde 1997, é responsável por um uso indiscriminado de insumos na lavoura e na pecuária. Segundo Raquel Maria Rigotto, médica, professora e pesquisadora da Universidade Federal do Ceará, a prática provoca danos à saúde de trabalhadores e ao meio ambiente. A crítica foi feita durante sua palestra na manhã desta quarta-feira (15), no Seminário Nacional contra o uso dos Agrotóxicos, promovido pelo Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), em Guararema (SP).

Agrotóxicos, motor do agronegócio e do latifúndio

Por Gabriel Brito Do Correio da Cidadania. Uma das grandes ameaças da atualidade à saúde do povo brasileiro, os agrotóxicos foram tema de seminário na Escola Nacional Florestan Fernandes, localizada em Guararema, interior de São Paulo, e inaugurada em 2006, a partir de esforços empreendidos pelos movimentos populares do campo. Com a participação de profissionais da ANVISA e professores de universidades federais, o encontro serviu de alerta para um retrato praticamente invisível de nossa agricultura.