Delícias com milho para abrir o apetite

Tema do próximo programa Comida de Verdade, separamos algumas delícias feitas a partir do milho!

Da Página do MST

Na próxima quarta-feira (30/09), o programa Comida de Verdade traz ancestralidade e resistência de um grão muito presente nas nossas mesas e nossas vidas. É a vez de conferirmos a cadeia produtiva camponesa do milho!

Altamente nutritivo, o milho é fonte de fibras, fósforo, magnésio, zinco e vitamina B1, sendo rico em carboidrato, proteínas e possui baixa quantidade de gordura. É item fundamental nas comidas típicas das festas juninas, consumido em salgados e doces em todas as regiões do país.

E para abrir o apetite para o próximo programa, separamos algumas delícias que tem como base o milho para servir de inspiração. Quantas dessas comidas você já provou?

Vamos começar com os básicos, como a pipoca:

Ótima para comer assistindo aquele filme!

E um cuzcuz para começar o dia, que tal?

Chega a manteiga derrete…

Tem também a versão incrementada, o “cuzcuz paulista”

Este aqui tem sardinha, azeitona, ovo… e milho cozido!

O que seria do Brasil sem a pamonha?

Embrulhada na própria casca do milho, por favor.

E já que estamos nos doces clássicos, vai um cural aí?

Também chamado de canjiquinha, coral, papa de milho e canjica

Alguém falou mungunzá?

Há quem chame de canjica ou chá de burro.

Aquele fim de tarde que pede um bolo de milho quentinho

Com um cafezinho preto então…

E de sobremesa neste calor, um sorvete de milho sempre vai bem, né?

Nesse aqui colocaram até uma folhinha de hortelã que é para dar aquela refrescada!

Mas se der preguiça de preparar algo, só o milho cozido já é uma delícia!

Com uma manteiga e sal é tudo na vida

… mas há quem prefira ele assado também

Com gostinho de roça e brincadeira de criança.

E não se esqueça: quer conhecer mais sobre o milho, seus benefícios e outras curiosidades desse grão tão presente no nosso dia-a-dia? Fique ligado no Programa Comida de Verdade, que vai ao ar na próxima quarta-feira (30/09), às 11h, em todas as redes oficiais do MST.

*Editado por Solange Engelmann