1 de dezembro de 2011

“Mudanças no Código Florestal aumentarão utilização de agrotóxicos no Brasil”


Por Vanessa Ramos
Da Página do MST



Cerca de 200 pessoas participaram, na manhã desta quarta-feira (30/11), de audiência pública sobre as mudanças no Código Florestal e o uso excessivo de agrotóxicos no Brasil, na Assembleia Legislativa do estado de Pernambuco.

Participaram da atividade o MST, Central Única dos Trabalhadores (CUT), Fiocruz, deputados estaduais, Ministério Público do Trabalho, ambientalistas, professores, estudantes.

MST ganha medalha Paulo Freire do Ministério da Educação

Por Mayrá Lima Da Página do MST O MST ganhou do Ministério da Educação, por meio da Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade, a medalha Paulo Freire, durante a abertura da 2ª Semana EJA A homenagem é um reconhecimento pelas experiências em educação básica de jovens e adultos (EJA) em acampamentos e assentamentos, além da participação na formulação de políticas públicas para o setor, através da Comissão Nacional de Alfabetização e Educação de jovens e adultos (CNAEJA).

João Pedro Stedile recebe pelo MST homenagem da Câmara

[img_assist|nid=10950|title=|desc=|link=none|align=center|width=640|height=420]João Pedro Stedile recebe das mãos do deputado Brizola Neto medalha da Câmara Por Mayrá Lima Da Página do MST A medalha "Mérito Legislativo" é concedida a personalidades, brasileiras ou estrangeiras, que realizaram ou realizam serviço de relevância para a sociedade. Solenidade aconteceu no Salão Negro do Congresso Nacional, na tarde de quarta-feira.

Movimentos do Pará condenam mudanças no Código Florestal

Da Página do MST Leia nota dos movimentos do campo do Pará, organizados na Via Campesina, sobre as alterações do Código Florestal Brasileiro, que podem ser votadas no plenário da Câmara dos Deputado ainda neste ano. Carta da Via Campesina - Pará contra as alterações do Código Florestal Brasileiro Nós, representantes dos Movimentos Sociais que compõe a Via Campesina Pará, denunciamos a proposta de alteração do Código Florestal brasileiro a toda a sociedade paraense e aos povos da Amazônia.

Uso de agrotóxicos em MT supera todos índices do país

De A Gazeta Em Mato Grosso são aplicados anualmente 46,2 quilos de agrotóxicos por habitante. O cálculo per capita, feito a partir do total de produtos defensivos comprados por proprietários de terras do Estado, é o maior do país e supera em mais de 1000% o índice nacional, que é de 3,9 quilos por brasileiro.

Parlamentares de direita golpeiam MST

Eron Bezerra* “Primeiro eles vieram e levaram os comunistas; não protestei, afinal eu não era comunista; depois eles voltaram e levaram os sindicalistas; não me importei, o problema não era meu; .... quando, finalmente, eles chegaram para me levar eu não tinha sequer a quem pedir socorro”. Esse célebre poema do poeta alemão Berthold Brecht sintetiza, sem dúvidas, o sentimento e as preocupações que qualquer militante de esquerda deve expressar diante da CPI que a direita acaba de conseguir instalar no Congresso Nacional.

Golpe de Kátia Abreu: uma história de estarrecer

Do Conversa Afiada A propósito de uma reportagem que Leandro Fortes publicou na Carta Capital, o Conversa Afiada publicou o seguinte post: “Kátia, que é inimiga do MST e quer derrubar governadora compra terra no grito e não planta nada”. Ontem, por telefone, Paulo Henrique Amorim entrevistou o pequeno proprietário rural Juarez Vieira Reis, de Campos Limpos, Tocantins. Juarez reafirmou que a união do poder Executivo e do Judiciário de Tocantins o obrigou a abandonar as terras em que vivia com a família desde 1955, sem receber um tostão.