8 de dezembro de 2015

MP se posiciona contra programa que ensina crianças a usar agrotóxicos



Por Maura Silva
Da Página do MST


O Ministério Público do Estado do Paraná enviou ao Conselho Estadual de Educação uma notificação na qual recomenda a revisão do conteúdo e metodologia utilizados no programa “Agrinho”, promovido pela FAEP (Federação da Agricultura no Estado do Paraná).   


O programa tem como objetivo a formação de professores e dos alunos para a utilização do uso de agrotóxicos, tratando o tema como fator necessário para a expansão da economia agrária no país.

Bunge foi beneficiada por fraudes em lotes da Reforma Agrária, diz PF



Por Camila Ribeiro
Do MidiaNews


A multinacional Bunge, do ramo do agronegócio e alimentos, é citada pela Polícia Federal como uma das empresas beneficiadas pelo esquema de fraudes no Programa Ambiental Itanhangá.


As operações fraudulentas – alvo de investigação na Operação "Terra Prometida" – tiveram início há pelo menos 12 anos.

Pontal realiza Encontro Regional de Educadoras e Educadores do campo


Da Página do MST

O MST no Pontal do Paranapanema reuniu cerca de 150 educadores e educadoras para avaliar, planejar e refletir o fortalecimento da educação nas escolas dos assentamentos da região, além de demarcar os preparativos rumo ao II ENERA.

O evento, que aconteceu na cidade de Teodoro Sampaio, é um marco no fortalecimento do setor de educação regional e no debate sobre a educação do campo.

Vergonha: Código Florestal foi adiante com brechas para mais desmatamento


Do Greenpeace


Um dia depois de o Inpe divulgar o menor índice de desmatamento da Amazônia já registrado, o Congresso reanimou a sanha da motosserra. Foi em ritmo de atropelo, sob pressão ruralista e o tácito consentimento do governo, que a proposta que acaba com a proteção florestal foi aprovada hoje no Senado. Com 59 votos a favor e 8 contra, o novo Código Florestal foi adiante ainda carregando brechas para mais desmatamento e anistia a desmatadores.