Educação MST

A Educação é uma das áreas prioritárias de atuação do MST, que desde a sua origem desenvolveu processos educativos e incluiu como prioridade a luta pela universalização do direito à escola pública de qualidade social, da infância à universidade. Entendendo que o acesso e permanência é fundamental para inserir toda a base social na construção de um novo projeto do campo e pelas transformações socialistas. 

Nesse sentido, o MST busca construir coletivamente um conjunto de práticas educativas na direção de um projeto social emancipatório, protagonizado pelos trabalhadores e trabalhadoras. A construção de uma escola ligada à vida das pessoas, que torne o trabalho socialmente produtivo, a luta social, a organização coletiva, a cultura e a história como matrizes organizadoras do ambiente educativo escolar, com a participação da comunidade e auto-organização dos educandos e educandas, e dos educadores e educadoras.

+ de 2 mil

escolas públicas construídas em acampamentos e assentamentos

200 mil

crianças, adolescentes, jovens e adultos com acesso à educação garantida

50 mil

adultos alfabetizados

2 mil

estudantes em cursos técnicos e superiores

+ de 100

cursos de graduação em parceria com universidades públicas por todo o país

Escolas Itinerantes

A Escola Itinerante foi criada no âmbito do Movimento Sem Terra, para garantir o direito à educação das crianças, adolescentes, jovens e adultos em situação de itinerância, enquanto estão acampados, lutando pela desapropriação das terras improdutivas e implantação do assentamento.

É uma escola que está voltada para toda a população acampada, o barraco da escola itinerante, é construído antes do barraco de moradia e tem também a função de se converter em um centro de encontros de toda comunidade acampada.

Últimas notícias sobre educação:

Paulo Freire, the people’s educator and political education

The educator revolutionised Brazilian educational thought from the 1960s onwards by incorporating the political element into education, developing a literacy method that allows for critical and liberating action

Paulo Freire, el educador del pueblo y la educación política

El educador revolucionó el pensamiento educativo brasileño a partir de los años 60 al incorporar el elemento político en la educación, desarrollando un método de alfabetización que permite la acción crítica y liberadora

Paulo Freire, o educador do povo e a formação política

O educador revolucionou o pensamento educacional brasileiro a partir da década de 1960, ao incorporar na educação o elemento político, desenvolvendo um método de alfabetização que possibilita uma ação crítica e libertadora

Haiti: MST semeando sementes de futuro e organização popular

Brigada Internacionalista Dessalines do MST no país inicia encontros de educação popular e formação de formadores com jovens e crianças de comunidades camponesas

Haití: Sembrar semillas de futuro y organización

Encuentros de Educacion Popular y Formación de Formadores con jóvenes y niñxs de las comunidades campesinas

Seminário Regional discute Educação e Saúde em Minas Gerais

Ocupa juventude: o ENEM e as ruas em defesa da educação

Mutirão para as inscrições no ENEM 2021 ocorrem de 30 de junho a 14 de julho em parceria com a Rede de Cursinhos Podemos +