No Ceará, MST realiza XI Encontro de Educadores(as) da Reforma Agrária

​Esse o ano encontro tem como tema “MST Ceará, 30 Anos de Lutas conquistas e Resistência Popular”

Encontro de educadores [3] Foto Aline Oliveira.JPG
XI Encontro Estadual de Educadores e Educadoras da Reforma Agrária. Fotos: Aline Oliveira

Por Aline Oliveira
Da Página do MST

 

De 02 a 05 de setembro, o assentamento 25 de Maio, localizado no município de Madalena, está recebendo  do XI Encontro Estadual de Educadores e Educadoras da Reforma Agrária do MST Ceará. Nesta segunda-feira (2), a mística e animação tomaram conta da abertura do encontro que conta com cerca de 200 participantes, dentre eles educadores(as), educandos(as), gestores(as), representantes da Secretária de Educação do Estado do Ceará e militantes do MST.
 

O XI Encontro Estadual de Educadores/as da Reforma Agrária é uma realização do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) e conta com o apoio da Secretaria de Educação através da Coordenadoria da Diversidade Inclusão Educacional.
 

Para Andréia Castro, dirigente do Setor de Educação do MST no Ceará, “o encontro tem como objetivo analisar a conjuntura agrária e educacional no país, se apropriar do debate da ofensiva do capital na educação pública, compreendendo suas implicações na educação do campo”, afirmou. Outro aspecto desse espaço, segundo Andréia, “é também fortalecer o coletivo de educadores(as) principalmente na atuação das frentes, da educação infantil, fundamental, ensino médio e da educação de Jovens e Adultos”.

Encontro de educadores [2] Foto Aline Oliveira.JPG

Nubia Cruz, educadora na Escola Patativa do Assaré, localizada no assentamento Santana da Cal em  Canindé (CE), ressaltou o trabalho dos organizadores. “Esse é o 4º encontro de educadores(as) da Reforma Agrária que eu participo, e cada encontro é melhor que outro, os conteúdos trabalhados são essenciais pra nossa formação. É um espaço de analisar a conjuntura atual, refletir e compreender o nosso papel em sala de aula, bem como na escola, nos assentamentos, acampamentos e comunidades na qual estamos inseridos” afirma.
 

Patrícia Neto, assessora técnica da Educação do Campo, da Secretaria da Educação do Estado do Ceará, relatou sua experiência. “O XI Encontro de Educadores(as) da Reforma Agrária, traz um conteúdo muito importante para o entendimento da conjuntura politica nacional, estadual, principalmente voltada para área educacional. A SEDUC vem apoiando esse encontro, realizado pelo MST Ceará, através do setor de educação, e ao longo dos anos tem sido um espaço de discutir o projeto de educação do campo”.
 

Para Patrícia, é importante destacar ainda “a parceria de instituições como universidades a nível estadual e nacional. Nosso desejo é continuar com esse dialogo permanente e fortalecer a política da educação do campo aqui no Ceará”, afirmou.
 

Durante os quatro dias estão sendo trabalhados temas ligados a atual conjuntura política, agrária e educacional, bem como: “Educação do Campo em Tempos de Neoliberalismo Extremado” e “Contra Reforma da Educação do Campo”. Para o período noturno, estão programadas  apresentações culturais e Jornada Socialista em Homenagem aos 30 Anos de Lutas, Conquistas e Resistência Popular do MST no Ceará.

*Editado por Fernanda Alcântara