Organizações e movimentos lançam observatório popular para assegurar o direito à Alimentação Escolar

Observatório surge para monitorar e incidir em defesa da garantia do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE)
“O ÓAÊ deverá dar sustentabilidade e impulsionar a atuação da sociedade civil”, explica Pellanda.
Foto: Joka Madruga

Da Página do MST

O Observatório da Alimentação Escolar (ÓAÊ) será lançado na próxima quarta-feira (10/2), às 17h, numa transmissão ao vivo, com o objetivo de mobilizar a sociedade sobre a importância do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE).

O evento virtual será uma conversa entre estudantes, mães e conselheiros/as que vão falar sobre suas vivências, ativismos e incidência política em defesa do PNAE e do direito à alimentação de crianças e adolescentes das escolas públicas de educação básica.

O ÓAÊ forma-se a partir da convergência de processos de mobilização, com a participação de movimentos sociais e redes do campo da soberania e segurança alimentar e nutricional (SSAN) e, claro, da educação. O Observatório busca também ampliar a escuta, as narrativas e o diálogo com estudantes e suas famílias, agricultoras e agricultores familiares, e membros de conselhos que atuam com a alimentação escolar, para monitorar e incidir de forma coletiva na defesa da alimentação saudável.

Ao todo, cinco instituições integram a iniciativa, sendo elas: ActionAid Brasil, Campanha Nacional pelo Direito à Educação (Campanha), Fórum Brasileiro de Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional (FBSSAN), MST e com o apoio da Rede de Mulheres Negras para a Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional (REDESSAN) para a promoção de políticas de raça e gênero.

“O ÓAÊ deverá dar sustentabilidade e impulsionar a atuação da sociedade civil no monitoramento do PNAE, nas propostas de soluções e melhorias, especialmente neste momento de pandemia, em que milhões de estudantes precisam dele em funcionamento”, avalia Andressa Pellanda, coordenadora geral da Campanha Nacional pelo Direito à Educação e integrante do Observatório da Alimentação Escolar.

Retrocesso

Apesar de sua importância e capilaridade nacional, desde 2014, a execução orçamentária do PNAE foi reduzida de R$4,9 bilhões em 2014 para R$ 4 bilhões em 2019, quando deveria ter sido ampliada para melhorar a qualidade da alimentação e responder à inflação dos alimentos. Monitorar o orçamento do PNAE e lutar pela sua ampliação será um dos objetivos permanentes do Observatório.

Serviço:
Lançamento do ÓAÊ – Observatório da Alimentação Escolar
Data: Quarta-feira, 10 de fevereiro de 2021
Horário: 17h às 19h
Onde: Transmissão ao vivo na plataforma Zoom
Inscrições AQUI