Bradesco briga por fazenda ocupada por trabalhadores


Do Valor Econômico

Não são só fazendeiros e integrantes de movimentos como o MST que estão envolvidos em conflitos de terra no Sudeste do Pará.

No município de Tucuruí, distante três horas de Marabá, o Banco Bradesco tenta fechar um acordo com um grupo de moradores urbanos que ocupou uma parte da Fazenda São Sebastião, de propriedade da instituição.

O Bradesco ingressou na Vara Agrária de Marabá com uma ação de reintegração de posse. A juíza Cláudia Regina Moreira Favacho Moura tenta solucionar a disputa por meio de uma conciliação.