Quilombolas e Sem Terra ocupam latifúndio em Minas Gerais


Da Comissão Pastoral da Terra

Na luta pela conquista do Território Brejo dos Crioulos, nos Municípios de São João da Ponte, Varzelândia e Verdelândia (norte de Minas Gerais), trezentas famílias quilombolas e da Via Campesina ocuparam, nesta quinta-feira, as Fazendas Aparecida, Arapuã e Lagoa da Varanda (de propriedade de Raul Ardito Lerário). O território quilombola, composto por 512 famílias espalhadas em oito pequenas comunidades, abrange 17.309 hectares. As cinco maiores fazendas detêm 13.000 hectares do território.


Da Comissão Pastoral da Terra

Na luta pela conquista do Território Brejo dos Crioulos, nos Municípios de São João da Ponte, Varzelândia e Verdelândia (norte de Minas Gerais), trezentas famílias quilombolas e da Via Campesina ocuparam, nesta quinta-feira, as Fazendas Aparecida, Arapuã e Lagoa da Varanda (de propriedade de Raul Ardito Lerário). O território quilombola, composto por 512 famílias espalhadas em oito pequenas comunidades, abrange 17.309 hectares. As cinco maiores fazendas detêm 13.000 hectares do território.

Desde 2004 os quilombolas vêm fazendo ocupações na busca de seus direitos, recebendo somente o descaso, com ações de reintegração de posse e mandados de despejo emitidos pela vária agrária. Ações de jagunços contra quilombolas feridos já foram anteriormente denunciados. Em dezembro do ano passado, o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) de Minas Gerais foi pela primeira vez ocupado por quilombolas, no intuito de agilizar os processos dos mesmos no estado.

Segundo informações oficiais, o processo 54170.008821/2003-12 de Brejo dos Crioulos já foi analisado pelos técnicos da regularização de territórios quilombolas do Incra nacional e aguarda parecer da Procuradoria Geral Especializada da autarquia, para ser direcionado para a análise final do Conselho Diretor Nacional do órgão.

Os quilombolas exigem que o processo de regularização do território chegue à Casa Civil para que o decreto de desapropriação possa ser assinado.