Educação em Movimento

O MST do Maranhão realizou entre os dias 03 e 06 de outubro de 2006 o Encontro Estadual de Educadores e Educadoras da Reforma Agrária. Os Sem Terra se reuniram no Centro Padre Josimo, do Assentamento Diamante Negro, em Igarapé do Meio (MA). O encontro é realizado anualmente e reúne educadoras e educadores de todas […]

O MST do Maranhão realizou entre os dias 03 e 06 de outubro de 2006 o Encontro Estadual de Educadores e Educadoras da Reforma Agrária. Os Sem Terra se reuniram no Centro Padre Josimo, do Assentamento Diamante Negro, em Igarapé do Meio (MA).

O encontro é realizado anualmente e reúne educadoras e educadores de todas as escolas de áreas de Reforma Agrária acompanhadas pelo MST. Nesse ano, cerca de 150 Sem Terra estiveram presentes para fazer um balanço da educação no último período e traçar metas. O tema principal da atividade foi a escola e o seu papel na sociedade. As educadoras e os educadores discutiram como o ensino pode ser um instrumento de transformação.

Os participantes debateram ainda a campanha pela reestatização da Companhia Vale do Rio Doce e a construção do Projeto Popular para o Brasil e se comprometeram a multiplicar o tema em cada escola do Movimento.

Durante o encontro, foi realizada uma jornada socialista em Igarapé do Meio, onde os Sem Terra trabalharam o legado do revolucionário cubano Ernesto Che Guevara.

No encerramento, foi lançado o livro Práticas Pedagógicas em Movimento: Infância, Universidade e MST, obra coletiva que fala das experiências na educação infantil da I Turma de Pedagogia da Terra da Regional Amazônica, formada em 2005 na Universidade Federal do Pará (UFPA). O lançamento contou com a presença de Eliana Felipe, professora da UFPA e uma das organizadoras do livro.

Entre as metas traçadas para o próximo ano estão a luta pela expansão do ensino médio em áreas rurais, a construção de projetos políticos pedagógicos para as escolas, a melhoria dessas escolas e a construção de mais unidades de ensino nos assentamentos.

“A educação não muda o mundo, mas muda as pessoas e as pessoas mudam o mundo” foi a mensagem final do encontro.