Cestas de Natal com produtos da Reforma Agrária são comercializadas em todas as regiões do Brasil

Grande parte dos produtos à venda são cultivados em Assentamentos do MST, sem o uso de agrotóxicos, em sistemas de produção agroecológica e socioambiental

Cesta de Natal da Reforma Agrária comercializada à população de Curitiba (PR) e região. (Foto: divulgação/MST)

Por Solange Engelmann
Da Página do MST

Depois de um ano tão difícil, é normal que busquemos celebrar juntamente aos mais queridos com presentes que deixem uma mensagem de saúde e esperança.

Uma ótima escolha para agraciar quem você gosta são os produtos da Reforma Agrária Popular. Além de ajudar a quebrar preconceitos sobre o digno e legítimo trabalho das famílias assentadas, ao contribuir na compra desses produtos, também ajudamos a valorizar esse trabalho tão sério, de produção saudável, realizada em equilíbrio com a natureza e priorizando a diversa e rica cultura camponesa brasileira.

Esses são produtos produzidos, manufaturados e beneficiados em territórios antes improdutivos, que a partir da luta dessas famílias Sem Terra, tornaram-se comunidades livres e repletas de vida, saúde, cultura, educação, invocações tecnológicas e comida de qualidade.

Por que fazer cestas de Natal com produtos da Reforma Agrária?

Em Alagoas, consumidores adquirem cestas e produtos da Reforma Agrária, fortalecendo a saúde e a agroecologia (foto: Coletivo de Comunicação do MST em Alagoas)

Para Manoel Bezerra, assentado da Reforma Agrária e integrante do setor de produção do MST, a produção das cestas é uma forma dos assentados e acampados de oferecer à sociedade alimentos de qualidade e sem venenos, e garantir uma renda aos trabalhadores do campo para que possam ficar em casa, produzindo alimentos, sem se contaminar nesta pandemia.

Cerveja American Pale Ale (APA), 600ml,
vendida na Cesta da Região Norte e Noroeste do Paraná

“A cesta é a forma de retribuir à sociedade o apoio e a solidariedade oferecendo um alimento saudável, de qualidade, fruto de uma coletividade, da cooperação, da solidariedade e do amor ao próximo. Essa é a nossa meta para uma sociedade justa. É uma alternativa para que as famílias tenham uma renda pra suprir suas necessidades, com o fruto do nosso trabalho”, explica.

Procurando garantir a soberania alimentar e promover uma alimentação mais saudável à população brasileira, grande parte dos produtos à venda são cultivados em Assentamentos do MST, sem o uso de agrotóxicos, em sistemas de produção agroecológica e socioambiental.

Estão à venda alimentos frescos, in natura, verduras e legumes, frutas, e alimentos beneficiados, como café, arroz, feijão, leite, queijo, iogurte, geleias, pães, salame, entre vários outros produtos, direto do campo livre para a mesa de todo o mundo.

Bezerra considera ainda que a venda de produtos da Reforma Agrária de forma online tem sido fundamental para assegurar o respeito à saúde da população e respeita as normas de distanciamento social, além de colaborar para a permanência dos trabalhadores e seus filhos no campo.

“De forma organizada, estamos garantindo que os alimentos cheguem até as residências das pessoas. Essa comercialização também permite que os territórios da Reforma Agrária sejam fortalecidos, para que o homem, a mulher e o jovem, ou seja, toda a família, fiquem no campo e tenham uma vida digna”, conclui.

Leia mais: Com a pandemia, MST no Nordeste adota comércio online de cestas agroecológicas

O MST comercializa Cestas de Natal da Reforma Agrária e de Produtos da Terra em Armazéns do Campo e lojas virtuais, espalhadas por vários estados do país. Confira abaixo os produtos à venda, os valores, e como e onde podem ser adquiridos:

Como e onde comprar produtos da Reforma Agrária?

Em Alagoas, a cesta de produtos agroecológicos pode ser encomendada para o Alto Sertão e Maceió (foto: Coletivo de Comunicação do MST em Alagoas)

Alagoas: Alto Sertão e Maceió

O Colegiado Territorial do Alto Sertão de Alagoas tem atendido na região, e agora expandiu os negócios oferecendo encomendas aos moradores de Maceió, a capital alagoana.

O cadastro mensal de cestas, classificadas em grandes ou pequenas de acordo com os itens, pode ser feito pelos números (82) 98724-15/11 e (82) 98703-2483. 

Ceará: vendas em Fortaleza e entorno (Caucaia, Eusébio e Maracanaú)

A Feira Cultural da Reforma Agrária ocorre presencialmente desde 2016, e antes da pandemia era realizada no segundo sábado de cada mês, a partir das 9 horas, com exposição e venda de produtos, debates, comidas típicas e música ao vivo.

Hoje, a feira organizada pelo MST, da Cooperativa Central das Áreas de Assentamentos de Reforma Agrária (CCA) e do Centro de Formação Capacitação e Pesquisa Frei Humberto, é virtual. Pedidos podem ser feitos através do site do Centro Frei Humberto, sempre na primeira semana do mês. 

Bahia: colabore com o Jaci Rocha

No município de Prado, extremo Sul do estado, os pedidos podem ser feitos de segunda a quinta, através do telefone (73) 9845-2293. A entrega é realizada às sextas-feiras, grátis para residências localizadas até 10 km do entorno do Assentamento Jaci Rocha (que foi duramente ameaçado em 2020). O delivery também é gratuito para compras acima de R$ 25 e pagamento em dinheiro. Para entregas em outros locais, a taxa é a combinar.

Paraíba: entregas em Campina Grande, João Pessoa e Lagoa Seca

Cesta de Produtos Terra Boa aceita encomendas em Campina Grande, João Pessoa e Lagoa Seca. Os pedidos são feitos através do site Produtos Terra Boa.

Pernambuco: Caruaru e Recife

Em Pernambuco, o MST conta com Armazéns do Campo em Recife e Caruaru. 
– Armazém do Campo Recife
Funcionamento: de segunda a sexta, das 9h às 17h, sábado das 07 às 17h. Trabalhando com delivery, a partir do contato: (81) 99673-4327; ou com o formulário dos pedidos da semana. No endereço: Avenida Martins de Barros, 387.
– Armazém do Campo Caruaru
Compras presenciais: segunda a quarta, das 10h às 19h; quinta a sábado, das 10h às 20h. Endereço: Rua Cleto Campelo, 87 – Nossa Senhora das Dores.
Nos Armazéns também é possível adquirir livros da editora Expressão Popular que estão com 50% de desconto.

Piauí: MST está na capital e em quatro regiões

Produtos podem ser encontrados em Teresina, Palmeirais, São João do Piauí, Canto do Buriti e Luzilândia. Confira os horários e locais:
– Teresina: 
Feirinha da UFPI – quartas e sextas-feiras, das 8h às 12h.
Feira da Chapadinha Sul – de segunda à sexta-feira, das 8h às 12h.
– Palmeirais:
De segunda à sexta-feira, das 8h às 12h.
– São João do Piauí:
Segundas e quintas-feiras, das 8h às 11h.
– Canto do Buriti:
Quintas e sábados, das 8h às 11h.
– Luzilândia:
Mercado público – de segunda a sábado, das 8h às 12h.
Feira agroecologica – sábados, as 8h às 12h.

Rio Grande do Norte: cestas estão chegando em Natal

Os produtos podem ser adquiridos em Natal, na Central de Abastecimento da Agricultura Familiar (Cecafes). Há também barracas de produtos in natura nos acampamentos que ficam localizados nas estradas regionais e rodovias federais.

Em breve, será possível adquirir cestas em Natal, onde a entrega será feita por delivery ou retirada no Cecafes.

Região Sul

Santa Catarina: cestas em Floripa e Chapecó

Cesta de alimentos da Reforma Agrária entregues na Assembleia Legislativa de Santa Catarina. (Foto: Bruno Collaço/Agência AL)

Cesta da Reforma Agrária em Chapecó

Com a maioria dos produtos produzidos no assentamento Dom José Gomes. A cesta agroecológica oferece panetone, salame, queijo, pão colonial, bolacha, doce, mel, cerveja, licor, batatinha, cenoura, fruteira indígena e café orgânico de Minas. Os valores são entre R$130 e R$150. Encomendas pelo telefone (49) 98807-7504

A fruteira indígena que integra a cesta de alimentos é feita artesanalmente pelo povo Kaingang, na Terra Indígena Aldeia Kondá.

Cesta de Natal da Reforma Agrária em Florianópolis

A cesta contém 17 itens de cooperativas da Reforma Agrária do estado e do Paraná, Rio Grande do Sul, Minas Gerais e Espírito Santo. Entre os itens estão: açúcar mascavo orgânico, arroz integral orgânico, chá mate tostado, doce de leite, geleia de uva orgânica, leite, entre outros. Ao preço de custo de R$140, as cestas serão entregues nas casas ou locais combinados, entre os dias 17 e 21 de dezembro.

Como a venda das 40 Cestas Natalinas foi um sucesso, o número de cestas foi aumentado para 80, mas se esgotaram rapidamente. Mas, quem tiver interesse, pode ser incluído na lista de espera. Contatos pelos telefones: 48 98487-6700 ou 16 98100-5686. Ou acesse as redes sociais: Facebook/midiasemterra e Instagram/movimentosemterra.sc.

Paraná: cestas em Curitiba, Londrina e região

Cesta de Natal da Reforma Agrária em Curitiba

Produtos oriundos da Reforma Agrária, da agricultura familiar e da economia solidária, em Curitiba (PR) estão sendo vendidos em cestas fechadas em três formatos: grande (R$ 200); média (R$ 150) e pequena (R$ 70).

As cestas podem ser adquiridas pelo site Produtos da Terra Paraná. Em caso de dúvidas entre em contato pelo e-mail produtosdaterrapr@gmail.com.

A promoção é a Cesta Esperança, composta por 12 itens, de padarias comunitárias e cooperativas da Reforma Agrária do Paraná e Santa Catarina. O kit custa R$ 70, valor equivalente ao preço de custo dos produtos e da logística, como transporte e embalagem das cestas. 

O convite é para que clientes adquiram a “Cesta Esperança” e doem  para pessoas em situação de vulnerabilidade de Curitiba e Região Metropolitana.

A meta é fortalecer duas mil famílias em situação de vulnerabilidade, que já vêm sendo apoiadas por ações de solidariedade do MST. As entregas serão realizadas na semana no Natal, por isso a data limite para encomendar as cestas é o dia 14 de dezembro.

Cesta de Natal da Reforma Agrária em Londrina e regiões Norte e Noroeste de Paraná

As famílias assentadas da região, integrantes de cooperativas e de núcleos estão comercializando seis modalidades de cestas:

Cesta 1 – Solidariedade: com 15 itens ao preço de R$ 185
Cesta 2 – Afetividade, possui 13 itens, no valor de R$ 145
Cesta 3 – Felicidade, com 10 itens, no preço de R$ 125
Cesta 4 – Prosperidade, contém 9 itens, ao preço R$100
Cesta 5 – Esperança, com 5 itens, sai ao preço de R$ 70,00.

Mais detalhes sobre os itens nas imagens abaixo:

As Cestas podem ser adquiridas através das redes sociais Facebook/MSTNortePR e Instagram/MSTNortePr e através do preenchimento do formulário online Feirão da Resistência e da Reforma Agrária.

Os pedidos podem ser feitos até 16/12. O valor arrecadado com as cestas será revertido em doações, prevista para o dia 22/12, no município de Londrina (PR).

Até o momento do fechamento dessa matéria (10/12), o MST no estado do Paraná já havia realizado a doação de cerca de 442 toneladas de alimentos partilhados com populações em condições de vulnerabilidade, por 121 assentamentos e 51 acampamentos, espalhados por 80 municípios.

Região Sudeste

Minas Gerais: pedidos para Belo Horizonte

Neste final de ano o Armazém do Campo de Belo Horizonte, em Minas Gerais está comercializando Cestas de Natal da Reforma Agrária e três modalidades: a grande no valor de R$ 200, a média sai por R$ 165 e a pequena é vendida por R$ 125.

As cestas contam com Café Guaií sustentável, cachaça, própolis, mel, açúcar mascavo, doce de banana, suco, arroz orgânico, manteiga, geleia, entre outros.

Os pedidos podem ser feitos WhatsApp (31) 992445378. Mais informações pelo Instagram.com/armazemdocampobh ou Twitter.com/campoarmazem.

São Paulo: tem cesta quase em todo o estado

Regional grande São Paulo: Comuna da Terra Irmã Alberta

Como alternativa para viabilizar economicamente o projeto de Reforma Agrária e fortalecer as famílias dos assentamentos e acampados, pois muitas dependem exclusivamente da renda das cestas, neste Natal a regional está comercializando dois tipos de Cestas de Natal da Reforma Agrária: completa e simples. A Cesta Completa vem com 17 itens, no valor de R$ 230, enquanto a Cesta Simples contém 13 itens, ao custo de R$ 130.

Quem quiser colaborar ainda mais com a luta e a resistência das famílias da Comuna da Terra Irmã Alberta, podem comprar a cesta simples por R$ 180 e a completa por R$ 280. Os doadores vão receber, junto com a cesta, um boné do MST.

As cestas oferecem produtos in natura, cerveja e licor, produzidos pelas Comunas da Terra da Regional Grande SP; geleia direto do coletivo de mulheres negras do acampamento Marielle Vive de Valinhos; Bananada dos agricultores parceiros da região de Sorocaba; Suco de uva e arroz das cooperativas da Reforma Agrária no RS, café de cooperativas do ES e cachaça de cooperativa no PR.

Os pedidos podem ser feitos no site Terra e Liberdade, ou entrando em contato pelo e-mail: terra.liberdade@gmail.com. Mais informações na redes sociais instagram.com/terra.liberdade e facebook.com/terra.liberdade. Os produtos serão entregues à domicílio, nas casas das pessoas.

Os Sem Terra da região também doam periodicamente alimentos à comunidades da Vila Mariana.

Regional Promissão – Assentamento Luiz Beltrame (Bauru e Marília)

Com produtos do Armazém do Campo e do Assentamento Luiz Beltrame, de Ubirajara, a regional comercializa 4 tipos de cestas: nos valores que variam entre os valores fixos de R$ 60 (4 itens), R$ 75, R$ 90 e R$ 110 (8 itens). Os produtos são suco de uva integral, panetone, café, cachaça camponesa, entre outros. Também estão à venda alguns produtos, como leitoa a R$ 25, o quilo e panetone de frutas ou chocolate a R$ 17.

Os pedidos podem ser feitos através do contato (14) 996981229 com Iara Milreu ou (11) 97162-1408, com Marcio Santos, ou pelas redes sociais: facebook.com/CestasAgroecologicasGalia e instagram.com/cestas_agroecologicas_galia_sp. Os produtos também podem ser adquiridos nas cestas vendidas quinzenalmente em Marília e Bauru ou combinar a retirada em Galia e Ubirajara. Também são realizadas doações semanais de cestas agroecológicas em Marília e Bauru.

Regional Promissão – Assentamento Dandara (Promissão, Lins e região)

Com produtos diretos do Assentamento Dandara, em Promissão. A Cesta de Natal da regional custa R$ 60 e oferece produtos como uva, banana, manga, alface, couve, mandioca, cheiro verde, temperos, pão de açafrão, café, entre outros. A cesta pode ser adquirida pelo WhatsApp (14) 991913713, até o dia 21/12 e serão entregues no dia 23/12. Mais informações sobre os produtos à venda acessar o Facebook.

No último dia 08/12 a regional doou 35 cestas agroecológicas para famílias em situação de vulnerabilidade, no município de Lins.

Regional Vale do Paraíba (Taubaté, Guará, Ubatuba, Ilhabela e região)

As famílias do MST nessa região estão oferecendo kits de produtos para o Natal em seis modalidades: Kit de Natal agroecológico, Kit Cuidados, Kit Bons Fluidos, e os Kits Delícias Agroecológicas 1, 2 e 3. A maioria dos produtos vem direto do Pré-Assentamento Agroecológico Egídio Brunetto e do Assentamento Conquista.

Entre os itens estão legumes, hortaliças, laticínios, mel e derivados, e alimentos beneficiados: pães, bolos, doces, licores, produtos de limpeza, de higiene pessoal e artesanatos. Com preços populares, cada kit varia em torno de R$ 30 a 70.

Os produtos podem ser adquiridos em Taubaté, na sub sede da Apeoesp, aos sábados; em Guaratinguetá, no espaço 100% cidadão, a cada 15 dias, nas quartas-feiras. Em Ubatuba, no Itaguá, na casa do Juan do Pagú, às sextas-feiras. E em Ilha Bela, no espaço cultural pés no chão, a cada quinze dias, nas quartas-feiras. Encomendas também podem ser feitas no WhatsApp (12) 996800656, com Daniela Ferreira.

Regional Pontal do Paranapanema

Com produtos oriundos dos Assentamentos o Rodeio, em Presidente Bernardes, e o do Assentamento Gleba XV, de Rosana. Os assentados da regional oferecem quatro tipos de cestas: “Raízes do Pontal”, comercializada em Presidente Prudente, Cesta de Rosana, vendida neste município, Cesta do Ministério Público, doada a catadores de Presidente Prudente e região e a Periferia Viva, também doada em Presidente Prudente.

A cesta “Raízes do Pontal” pode ser adquirida no contato: (18) 99819-1350, ou acessando as redes sociais instagram.com/raizesdopontal e facebook.com/raizesdopontal. Para a Cesta de Rosana o pedido pode ser feito pelos telefones (18) 99173-1469, com Cledson, ou (18) 99779-0541, com Lara. As demais cestas são direcionas para doação à população da região.

Além das cestas doadas, em parceria entre MST, Itesp, Anfitesp e Igrejas, nesse fim de ano será realizado o “Natal solidário”. No dia 23 de dezembro, o MST da regional Pontal do Paranapanema vai doar para famílias em situação de vulnerabilidade social, cerca de mil cestas, com cerca de 10 kg, cada, contendo verduras, legumes, frutas e raízes.

Região Norte/Amazônica

Maranhão: atendimento em São Luís

As Cestas de Natal da Reforma Agrária no estado vêm direto dos assentamentos do MST e de agricultores familiares. São oferecidas três opções de tamanho, recheadas com muita cultura e sabor para você presentear quem gosta: grande, no valor de R$ 220; média, por R$ 155; e a pequena, no valor de R$ 120.

Os pedidos podem ser feitos por meio de WhatsApp: (98) 99229-0032 ou visitando o Armazém do Campo em São Luís, no endereço: Rua Rio Branco, 420, Centro. Para mais informações, acesse o instagram.com/armazemdocampo.ma ou Solarculturaldaterra.

Centro-Oeste

Distrito Federal: entregas na 712 Norte, Brasília

Os produtos comercializados nas Cestas Natalinas do Distrito Federal e Entorno foram produzidos no assentamento Oziel Alves III e acampamento 8 de Março.

Estão sendo oferecidas 4 tipos de Cesta: Delícias do Campo, Reforma Agrária Popular, Kit Caipirinha Camponês e Kit Cuidado. As encomendas podem ser feitas pelo contato (61) 99902-5815 (WhatsApp), com Lyvian até o dia 12/12. As entregas serão realizadas dia 17/12, na 712 Norte.

*Editado por Ludmilla Balduino