Sem Terra se mobilizam por escolas itinerantes em quatro municípios gaúchos

Famílias Sem Terra protestam nesta tarde (29/3) em frente aos prédios do Ministério Público Estadual (MPE) nas cidades de Porto Alegre e Palmeira das Missões, contra o fechamento das escolas itinerantes.

Em Palmeira das Missões, um grupo de traablhadores Sem Terra faz manifestação também em frente à Coordenadoria Regional de Educação (CRE). As famílias exigem a reabertura das escolas, fechadas em fevereiro do ano passado pelo governo estadual, a partir de um TAC (Termo de Ajustamento de Conduta) assinado com o Ministério Público Estadual (MPE).

Sem Terra protestam contra fechamento de escolas itinerantes no Rio Grande do Sul

Cerca de 100 sem terra protestam neste momento em frente à Secretaria Estadual de Educação (SEC) em Porto Alegre contra o fechamento das escolas nos acampamentos – as chamadas escolas itinerantes. As famílias exigem a reabertura das escolas, fechadas em fevereiro do ano passado pelo governo estadual a partir de um TAC (Termo de Ajustamento de Conduta) assinado com o Ministério Público Estadual (MPE).

Fechamento das escolas itinerantes do MST completa um ano

Da Radioagência NP

Em fevereiro de 2009 as escolas itinerantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) foram fechadas por uma determinação do Ministério Público (MPE) do Rio Grande do Sul. Na ocasião, o MP e o governo estadual realizaram um acordo que confirmou o término do convênio entre o estado e o Movimento para a contratação de professores. Esse acordo representou o fechamento de oito escolas itinerantes do MST.