Massacre completa 14 anos marcado pela impunidade

Em 17 de abril de 1996, policiais militares do Pará – respaldados pelo então governador, Almir Gabriel (ex-PSDB), e o secretário de Segurança, Paulo Sette Câmara – promoveram o Massacre de Eldorado de Carajás, que ganhou repercussão internacional e deixou marca na história do país, ao lado do Massacre do Carandiru (1992) e da Chacina da Candelária (1993), como uma das ações policiais mais violentas do Brasil. Em 2002, o presidente FHC instituiu essa data como o Dia Nacional de Luta pela Reforma Agrária.

Dia de Luta por Reforma Agrária é lembrado com ato em PE

Neste sábado (17/4), o MST em Pernambuco promove um ato em homenagem ao Dia Internacional de Luta por Reforma Agrária e aos 19 companheiros mortos em Eldorado dos Carajás, em 17 de abril de 1996.

A melhor homenagem que se pode fazer a um(a) lutador(a) é seguir lutando. Por isso, a Via Campesina Internacional instituiu o 17 de abril como o Dia Internacional da Luta Camponesa.

Universidade homenageia lutas camponesas no Pará

Por Evandro Medeiros*

Nos dias que antecedem a data em que ocorreu o Massacre de Eldorado dos Carajás, na tentativa de contribuir para o debate e reflexão sobre a atual conjuntura sócio-ambiental na região sul e sudeste do Pará e objetivando fortalecer a memória e consciência das lutas camponesas ocorridas na região, será realizada no período de 12 a 16 de abril a Semana Camponesa do Campus Universitário de Marabá [UFPA], organizada por professores e militantes das organizações sociais locais que atuam no Fórum Regional em Educação do Campo.