Com transgênico, insegurança alimentar nos EUA aumentou em 57%


Por Christina Sarich*
Da Naturalsociety

Você não imaginaria a fome que assola os subúrbios da América, mas os cidadãos vivem em cidades como Houston, Detroit e Fresno, Califórnia mesmo ou Orlando, Florida se preocupando em alimentar suas famílias todos os meses. Certamente essas pessoas são beneficiadas por culturas geneticamente modificadas que são cultivadas em cada pedaço de terra em torno deles, certo? Realmente Não.

Parlamento europeu dá um passo a mais para proibir o cultivo de transgênicos


Da Página do MST*

Na semana passada, em Bruxelas, o Parlamento Europeu votou o novo texto que reintroduziu o direito dos Estados Membros uma base jurídica sólida que lhes permita proibir, nos seus territórios, o cultivo de Organismos Geneticamente Modificados (OGM).

A Comissão Meio Ambiente do Parlamento emendou o acordo alcançado pelo Conselho da UE em junho, que continha muitas falhas e era contrário ao voto expresso no Parlamento anterior. 

Camponesas protagonizam luta contra os transgênicos


Por Silvio Anunciação
Do Jornal da Unicamp
 

Elas se autodescrevem como camponesas. São agricultoras, meeiras, sem-terra, boias-frias, assentadas, extrativistas… Em sua maioria, índias, negras e descendentes de europeus. Para a jornalista e pesquisadora da Unicamp Márcia Maria Tait Lima, que estudou este grupo de mulheres no Brasil e Argentina, as camponesas dos dois países são, hoje, protagonistas da luta contra o modelo de agricultura industrial, contra as sementes transgênicas e pela soberania alimentar na América Latina.

Costa Rica declara inconstitucional a aprovação de transgênicos

 

Por Graciela Vizcaya Gomez
Do Ecos de Romang*

 

Autorizar transgênicos viola os direitos das pessoas. A Costa Rica dá um grande passo à frente contra os transgênicos, que muitos esperam ser um exemplo para outros países. A Suprema Corte de Justiça, Sala Constitucional, com seu voto de 10 de setembro de 2014, decidiu que a maneira como são concedidas as licenças para autorizar os transgênicos é inconstitucional e viola os direitos dos cidadãos costarriquenhos.

China e Rússia proíbem produção de transgênicos em seus territórios

 

Da Página do MST

O governo chinês decidiu no último domingo (17) não renovar a permissão para desenvolver arroz e milho transgênicos dentro do país.  

A produção dessas culturas no país começou em 2009, com a promessa de que os transgênicos diminuiriam o uso de agrotóxicos na agricultura chinesa em cerca de 80%, além de aumentar a produtividade.

Mas a permissão era apenas para pesquisa. A comercialização dos transgênicos estava proibida até se confirmar que as culturas não apresentariam malefícios à saúde. 

Para especialista, Embrapa tem que priorizar orgânicos e não transgenia

 

Por Maura Silva
Da Página do MST

Seguindo a onda dos alimentos transgênicos, a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Empraba) se prepara para lançar uma nova variedade da hortaliça mais consumida no mundo, a alface. 

Pesquisadores afirmam que a verdura, que está prevista para chegar à mesa dos brasileiros em 2021, poderá conter até 15 vezes mais ácido fólico. 

Também conhecido como vitamina B e M, o ácido fólico é responsável pela formação de proteínas estruturais e hemoglobina. 

Consea pede transparência e participação social sobre transgênicos

 

Por Terra de Direitos

O Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (Consea) se reuniu no mês passado para debater os pontos levantados durante a Mesa de Controvérsias sobre Transgênicos, realizada em julho de 2013. As percepções do encontro foram redigidas em uma carta entregue à Presidência da República. Entre os assuntos debatidos estão o acesso dos agricultores e agricultoras às sementes, os riscos da presença dos transgênicos na produção e no consumo dos alimentos e o processo de construção de políticas de biossegurança.

Cientistas de todo o mundo pedem a suspensão dos transgênicos

 

Por Raul Mannise*
Da Ecocosas

 

Os cientistas estão extremamente preocupados com os perigos que os transgênicos representam para a biodiversidade, a segurança alimentar, a saúde humana e animal, e, portanto, exigem uma moratória imediata sobre este tipo de cultivo em conformidade com o princípio da precaução.

– Eles se opõem aos cultivos transgênicos que intensificam o monopólio corporativo, exacerbam as desigualdades e impedem a mudança para uma agricultura sustentável que garanta a segurança alimentar e a saúde em todo o mundo.

Ação Civil Pública questiona regra para evitar contaminação por transgênico

Da Terra de Direitos

Nesta quarta-feira (04), o Tribunal Regional Federal da 4ª região (TRF4) julga, em Porto Alegre, a Ação Civil Pública (ACP) que questiona a eficácia da regra adotada pela Comissão Técnica Nacional de Biossegurança – CTNBio para evitar que lavouras de milho transgênico contaminem plantios não transgênicos. Um dos principais objetivos da ACP é garantir o direito dos agricultores e consumidores de cultivar e consumir produtos livres de transgênicos.

Promessa de melhoria de transgênicos engana agricultores no Mato Grosso

 

Por Mariana Caetano
Do Valor

O produtor Fernando Ferri, de Campo Verde (MT), plantou 700 hectares com milho geneticamente modificado na segunda safra deste ano. Em tese, isso o livraria de fazer uso de inseticidas contra lagartas, já que as cultivares que escolheu são resistentes a esse tipo de praga. Entretanto, o agricultor se viu obrigado a fazer três aplicações do defensivo.