Gerson Teixeira: um balanço da Reforma Agrária no governo Dilma

 

Da Página do MST

Confira análise de Gerson Teixeira, engenheiro agrônomo, especialista em desenvolvimento agrícola e presidente da Associação Brasileira de Reforma Agrária (ABRA) sobre a Reforma Agrária no primeiro mandato do governo Dilma:

O desempenho do programa de reforma agrária de 2011 a 2014 resulta de projetos originários no próprio período mais os projetos de anos anteriores. Juntando tudo temos o quadro abaixo com o número de famílias assentadas por Superintendência do Incra:

O erro Kátia Abreu é ela representar o que há de mais atrasado


Por Igor Felippe Santos *
Do Brasil 247

Antes de fazer qualquer avaliação, vamos apresentar um pressuposto: a agricultura é um setor importantíssimo da economia brasileira, que sustenta o superavit na balança comercial, com a exportação de produtos primários.

A soja em grão, o farelo de soja, a carne bovina, a celulose e os couros e peles estão no topo do ranking dos recordistas em vendas do país no mercado internacional, de acordo com o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior.

A agroecologia é a solução para a fome e a mudança climática

 

Por Kirtana Chandrasekaran e Martín Drago
Do Envolverde/IPS

Cientistas especializados em mudança climática divulgaram no dia 2 sua mais recente advertência de que a crise climática está piorando rapidamente em vários aspectos. Preveem que a mudança climática afetará a produtividade agrícola, cuja consequência afetará a segurança e a soberania alimentar de muitos países.

Nossos governos adotarão as medidas urgentes e necessárias para abordar essas crises?

Lucro de empresas e bancos está à frente da segurança alimentar

 

Por João Pedro Stedile
Do Portal Uol

O Brasil consome mais de um bilhão de litros de venenos agrícolas por ano. Isso representa 20% de todos os venenos consumidos no mundo, embora sejamos responsáveis por apenas 3% da produção agrícola mundial.

Despejamos 15 litros de venenos por hectare cultivado. Essa realidade não tem paralelo com nenhuma agricultura do mundo, nem há nenhum manual de agronomia que faça tal recomendação.

Povos Indígenas; criminalização e resistência

 

Por Egon Heck*
Do Cimi

Poucos sinais de alento para a luta dos povos indígenas. Apesar do reconhecimento público, por integrantes do governo, sobre a sua atuação tem deixado a desejar, nada indica de que haverá melhoras na política com relação aos povos indígenas. Ao contrário, a possível indicação da senadora Kátia Abreu para o Ministério da Agricultura, significa combustível para o agronegócio e chumbo para os índios.

Do referendo à Constituinte: próximos capítulos prometem mais embates


Por Igor Felippe
Do Escrivinhador

A Dilma Rousseff que venceu as eleições não vai governar. E o Congresso Nacional será uma trincheira de oposição ao desejo de “mais mudanças” que ganhou a disputa no 2º turno.

Foi esse o recado que os setores conservadores, em especial o PMDB, deram aos setores progressistas 48 horas depois da vitória da petista, com a derrubada do Sistema de Participação Social na Câmara dos Deputados.

Terra, teto e trabalho. Uma condenação expressa do sistema capitalista

 

Por Jacques Távora Alfonsin

O discurso do Papa Francisco dirigido aos participantes do Encontro Mundial de movimentos populares, reunidos no Vaticano, a seu convite, na terça-feira passada, acessível em sites da internet no seu inteiro teor, está caracterizado por uma condenação tão contundente das causas da pobreza, que é muito fácil identificar ali a responsabilidade do sistema econômico capitalista por essa situação de injustiça social.