“Existe uma rebelião popular em curso na Palestina”

Por José Coutinho Junior, José Francisco Neto e Maura Silva
Da Página do MST

Há um mês, três soldados israelenses foram sequestrados e mortos. O governo de Israel acusou, sem provas, o Hamas –partido político que controla a Faixa de Gaza. Foi o suficiente para que a operação “Margem Protetora” fosse colocada em curso pelo exército israelense.

Movimentos realizam ato unificado em frente ao consulado de Israel, em SP

Da Página do MST

Neste sábado (19), diversos movimentos sociais, como o MST, o Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST), Levante Popular da Juventude e a Frente em Defesa do Povo Palestino, realizam um Ato Unificado em solidariedade à Palestina (abaixo, veja a lista das organizações).

A concentração se dará em frente à sede da Rede Globo, em São Paulo, às 13h, de onde sairão em marcha até o Consulado de Israel.

A atividade faz parte de uma série de ações realizadas contra os ataques do Estado de Israel à Faixa de Gaza.

O povo palestino tem o direito de resistir e lutar contra a ocupação israelesnse

Da Página do MST

Uma nova ofensiva militar israelense já resulta em centenas de prisões e mortes na Palestina ocupada. Seja na Cisjordânia, em Gaza, em Jerusalém ou nos territórios palestinos ocupados em 1948, o que vemos é mais violência e violações dos direitos humanos e do direito internacional humanitário por parte do governo de Israel. Milhares de civis são assassinados, feridos e presos durante as operações militares israelenses.

Fórum Social Mundial defende boicote e sanções contra a ocupação israelense

Por Leonardo Wexell Severo

Com o salão de atos da Universidade Federal do Rio Grande do Sul tomado por militantes dos cinco continentes, o Fórum Social Mundial Palestina Livre, que somou desde quarta-feira (28) mais de 300 organizações de 36 países em Porto Alegre, foi encerrado no final da tarde deste sábado (1) com uma conclamação para que sejam realizadas ações e campanhas de boicote, desinvestimento e sanções (BDS) contra a ocupação israelense, a fim de acelerar a concretização do Estado palestino.

Entidades marcham em solidariedade ao povo palestino em Porto Alegre


Por Patrícia Benvenuti
Do Brasil de Fato

Os participantes do Fórum Social Mundial Palestina Livre promoverão, na tarde desta quinta-feira (29), uma marcha pelas ruas de Porto Alegre (RS). A mobilização marca o Dia Internacional de Solidariedade ao Povo Palestino, celebrado em 29 de novembro.

A caminhada é considerada a abertura oficial do evento. No entanto, algumas atividades já ocorrem desde quarta-feira (28). A concentração da marcha será às 17h no Largo Glênio Peres, no centro da capital gaúcha.