1 de agosto de 2022

Sem Terra ocupam Incra no Pará

Sem Terra ocupam Incra no Pará

A ocupação faz parte da Jornada Nacional de Lutas contra o Golpe e pela Reforma Agrária, com ocupações em órgãos públicos em todos o país.

Produtos da Reforma Agrária ocupam a Universidade Federal da Bahia



Por Wesley Lima
Da Página do MST

Tapioca, salsinha, mandioca, cebolinha e uma grande diversidade de frutas e temperos estão sendo expostos e vendidos para estudantes da Universidade Federal da Bahia (UFBA), no campus de Ondina, todas as quartas-feiras em semanas alternadas.

Com o objetivo de dialogar com o corpo acadêmico e propor fortalecer o debate em torno da agricultura familiar e da Reforma Agrária Popular, a feira com os produtos já está a três meses em curso.

Sem Terra ocupam o Incra no RN por Reforma Agrária



Da Página do MST

Nesta quarta-feira (30/08), cerca de 600 famílias do MST, que vivem nas áreas de acampamentos e assentamentos do Rio Grande do Norte, ocuparam o Incra, iniciando a Jornada Nacional de Lutas por Reforma Agrária no estado.

As famílias reivindicam o compromisso com as desapropriações de terras, em diversas áreas e municípios do estado, como agilidade do Incra no entrave de projetos para o desenvolvimento dos assentamentos e políticas para a juventude.

Cooperativa do MST completa 20 anos garantindo produção agroecológica


Da Página do MST

20 anos de história. Essa é a idade da Cooperativa de Produção Agropecuária Vitória (Copavi), localizada no Assentamento Santa Maria, município de Paranacity, na região noroeste do Paraná.

Fundada no dia 10 de julho de 1993, ao longo desses anos a cooperativa se tornou um exemplo de modelo em produção e trabalho coletivo do MST. Conta com uma área de 106 alqueires - à cerca de 1 km da cidade – onde 23 famílias integram e sustentam a cooperativa, garantindo-lhes uma vida digna, produção de alimentos e o respeito ao meio ambiente.

Movimentos sociais exigem veto presidencial ao limite na meia-entrada

 

Da Página do MST

O Estatuto da Juventude, que contém um conjunto de políticas públicas para a juventude brasileira, fruto de lutas dos movimentos sociais, necessita apenas da aprovação da presidenta Dilma Rousseff para ser sancionado. 

No entanto, uma emenda no estatuto limita a meia-entrada a eventos culturais, esportivos e cinemas a apenas 40% do número total de ingressos.

Sem Terra sofrem despejo de área grilada no estado de Tocantins


Da Página do MST


Na manhã desta quarta-feira (31), 150 famílias Sem Terra do acampamento Sebastião Bezerra, à 30 km de Palmas, em Tocantins, foram despejadas pela Polícia Militar, após mandato de reintegração de posse concedido pela justiça.

Os Sem Terra denunciam que as terras são públicas, mas foram tituladas de forma irregular pelo governo do estado e entregues à fazendeiros e especuladores em troca de votos e favores.

Eduardo Galeano aponta quatro mentiras sobre a crise ambiental

 

O escritor uruguaio Eduardo Galeano desnuda quatro frases que são comumente utilizada pelas forças dominantes para mascaras as reais causas da crise ambiental que vivemos:

Quatro frases que aumentam o nariz do Pinóquio

1 – Somos todos culpados pela ruína do planeta.

Plenária dos movimentos sociais aponta reforma política como agenda central


Do Terra de Direitos


Movimentos sociais do campo e da cidade estão sendo chamados a participar, no dia 5 agosto, em São Paulo, da Plenária Nacional dos Movimentos Sociais.

A convocatória do encontro aponta a reforma política como agenda central de mobilização, pauta que poderá abrir a possibilidade das reformas estruturais, como a reforma agrária, prioridade dos recursos públicos para educação, saúde e transporte público, reforma tributaria e reforma do judiciário.

Bahia lança fórum para combater os impactos dos agrotóxicos


Por Nadja Pacheco
Do Crea-BA

A Bahia passou a ser o quarto estado da Federação a implantar o Fórum de Combate aos Impactos dos Agrotóxicos (FBCA). A instalação do colegiado foi realizada em uma audiência pública ocorrida na manhã de terça-feira (31), no auditório do Ministério Público do Trabalho, em Salvador.

Madeireiros e grileiros dominam terra onde Dorothy Stang foi assassinada


Por Lunaé Parracho
Da Terra Magazine

A criação do PDS Esperança foi oficializada em 2004. Das cerca de 200 famílias assentadas, apenas 48 receberam as casas a que têm direito através do crédito habitação, liberado pelo Incra. A energia elétrica prometida há três anos ainda não chegou, e não há ambulância no local.

Justiça suspende duplicação da estrada de ferro Carajás da Vale


Por Daniele Bragança* 
Da pagina do ECO



A Justiça Federal no Maranhão atendendo a Ação Civil Pública contra a duplicação da estrada de ferro Carajás e determinou, na última quinta-feira (26/07), a suspensão da obra. A estrada, com 892 km de extensão, escoa a produção de minérios da Vale, em Carajás, até São Luiz, capital do Maranhão.

Jovens debatem sobre o Contestado em preparação ao Grito dos excluídos

 

Da Página do MST

Entre os dias 29 e 31de julho de 2011, mais de 100 jovens - militantes da Pastoral da Juventude Rural (PJR), Pastoral da Juventude do Meio Popular (PJMP) e Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) - reuniram-se no salão paroquial de São Miguel do Oeste (SC), em preparação ao Grito dos Excluídos, que acontecerá no dia 7 de setembro de 2011.

Sete anos de ocupação e luta: 1º de Agosto




Por Júlio Carignano
Do
Sítio Coletivo


Após sete anos de ocupação, completados nesta segunda-feira, os acampados do 1º de Agosto seguem a espera de uma legalização da área, que já foi ofertada pelo proprietário ao Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária) para fins de reforma agrária.