Sem Terra iniciam curso de graduação em ciências sociais na UFRN

Da Página do MST

Cinquenta educandos, filhos e filhas de camponeses beneficiados da luta pela Reforma Agrária de todo nordeste, iniciaram no mês de dezembro o curso de ciências sociais na Universidade Federal do Rio Grande do Norte, em Natal.

O ato público de abertura da turma aconteceu no último dia 28/11, e contou com a presença da Reitora, Ângela Maria Paiva Cruz, e do coordenador do curso, César Sasson.

Sem Terrinha Vanessa: presente na caminhada!

 

Por João Paulo Medeiros*
Do blog Balada de um Louco

Sonho em ver o dia em que uma vida seja valorizada pelo simples fato de ser uma vida, e não pelo status social que representa. A humanidade não será digna de receber esse nome – humanidade – enquanto o roubo de um celular ou o vidro de um banco quebrado escandalizar mais do que a vida de um pobre roubada por uma bala perdida que é achada em seu corpo negro.

Mais de três mil Sem Terra trancam sete rodovias federais no RN


Da Página do MST


Desde as 5h desta quarta-feira (10), mais de 3.000 Sem Terra das áreas de acampamentos e assentamentos do Rio Grande do Norte bloqueiam sete rodovias federais em todo o estado.

Segundo os trabalhadores rurais, a mobilização é fruto do descaso do poder público em relação à Reforma Agrária no RN, e reivindicam maior agilidade nessa área. 

Juventude Sem Terra do RN inicia preparativos para jornada de lutas


Da Página do MST

A Juventude do MST no Rio Grande do Norte já começou a se mobilizar para Jornada Nacional de Luta da Juventude Sem Terra, que acontecerá durante o mês de agosto. 

A atividade já faz parte do calendário de lutas do MST, e tem como intuito organizar a força política da juventude do campo e fortalecer a luta pela terra.

Policiais invadem acampamento e prendem Sem Terra no RN

Da Página do MST

No início da tarde desta quinta-feira (22), por volta das 13h, o Acampamento Luis Carlos Prestes foi invadido e destruído pela polícia civil de São Gonçalo do Amarante, no Rio Grande do Norte, levando dois militantes presos.

A polícia alegou que os militantes portavam armas de fogo, mas nada foi encontrado. Mesmo assim, os Sem Terra foram detidos. 

O acampamento foi montado nas mediações da fazenda Itapetinga no último dia 15 de maio por cerca de 50 famílias do MST.

Sem Terra realizam curso para atuarem na Educação de Jovens e Adultos

Por Hildebrando Silva de Andrade
Da Página do MST

Na tarde desta quarta-feira (21), a Escola Nacional Florestan Fernandes (ENFF), em Guararema (SP), deu início ao encontro de formação dos educadores e educadoras de Educação de Jovens e Adultos (EJA) de São Paulo. 

A atividade conta com a participação de 30 pessoas do setor de educação do MST de todo o estado. O objetivo é discutir e dar início ao Projeto Movimento de Educação de Base (MEB).

MST é homenageado em sessão solene na Câmara dos Vereadores em Natal

 

Da Página do MST  

Na última quarta-feira (14), o MST recebeu homenagem em audiência pública na câmara de vereadores em Natal (RN) pelas comemorações dos seus 30 anos de luta e resistência. 

A audiência foi articulada pelo vereador George Câmara (PCdoB), e contou com a participação de representantes do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/RN) e da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB), além do MST.

Cerca de 500 pessoas do MST trancam rodovia no RN em jornada de luta



Da Página do MST

Na manhã desta segunda-feira (5), cerca de 500 pessoas do MST trancaram a rodovia BR 304, que liga a cidade de Natal a Mossoró, no Rio Grande do Norte. 

Os Sem Terra denunciam o descaso da Reforma Agrária no estado, o sucateamento do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) e a consequente falta de celeridade nas desapropriações de terras. 

Organizações manifestam apoio ao maior acampamento do Brasil

Da Página do MST

Confira a carta de apoio de diversos movimentos e organizações sociais em apoio ao Acampamento Edivan Pinto, do MST, localizado na BR-405, nas imediações do município de Apodi (RN).

Trata-se do maior acampamento rural do Brasil, ao contar com cerca de 1000 famílias Sem Terra da região e que reivindicam a Reforma Agrária, assim como a desapropriação da área improdutiva que ocupam, onde está se instalando o Perímetro Irrigado Santa Cruz do Apodi – nomeado pelas famílias como “Projeto da Morte”.

Cerca de 1800 famílias no RN montam acampamento em área do DNOCS


Por Hildebrando Silva de Andrade
Da Página do MST

Cerca de 1800 famílias do MST do acampamento Edivan Pinto, na Chapada do Apodi – região oeste do Rio Grande do Norte -, receberam na manhã desta terça-feira (13) a visita dos delegados da ASA Potiguar, que foram prestar solidariedade a luta pela Reforma Agrária.

O acampamento está organizado numa área de 13.850 hectares, desapropriada por um decreto presidencial e passada ao Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Dnocs),

Agricultores da Chapada do Apodi tem suas terras invadidas pelo DNOCS

Da Página do MST

Na última sexta-feira (23), agricultores registraram boletim de ocorrência contra o Departamento Nacional de Obras contra as Secas (DNOCS) por se sentirem ameaçados diante da invasão de suas terras.

Mesmo sem nenhum mandado judicial e a permissão dos camponeses, por volta do fim da tarde da quinta-feira (22), funcionários do DNOCS foram encontrados nas terras da agrovila de Palmares, na região da Chapada do Apodi.

Sem Terra distribuem 30 mil Kg de alimentos às famílias carentes no RN


Por Hildebrando Silva de Andrade
Da Página do MST

Os assentados do MST do estado do Rio Grande do Norte organizaram nesta terça-feira (13) a distribuição de 30 mil quilos de alimentos para as famílias carentes do município de Ceará Mirim.

A atividade faz parte da Jornada de Lutas da Juventude no estado, que contou com a participação dos assentados do Projeto de Assentamento Rosário, responsável pelas doações dos alimentos.

MST faz protesto em rodovias no Rio Grande do Norte por Reforma Agrária

Famílias acampadas e assentadas do MST ocupam trechos de duas BRs no Rio Grande do Norte, na manhã desta segunda-feira.

Foram interditadas BR 304, em Mossoró, e BR 406, em Ceará-Mirim.

Os manifestantes querem uma audiência com o Governo do Estado, com a Prefeitura de Ceará-Mirim e com o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), para tratar da melhoria da infraestrura dos assentamentos e a criação de novos para as famílias acampadas.

Escola construída por Sem Terra completa 20 anos no RS

[img_assist|nid=10894|title=|desc=|link=none|align=center|width=640|height=428]
Por Bianca Costa
Da Página do MST

A Escola Estadual de Ensino Médio Nova Sociedade, localizada na cidade de Nova Santa Rita, na região metropolitana de Porto Alegre, completa neste mês 20 anos de existência.

O aniversário foi comemorado no último dia 13 de novembro, com uma grande festa na escola, que envolveu educandos, educadores, pais e ex-estudantes, que fizeram depoimentos sobre a importância da educação do campo.

Encontro de Sem Terrinha termina com marcha no RN


Por Hildebrando Silva de Andrade
Da Página do MST

Nesta quarta-feira, o MST encerrou o 5º Encontro Estadual dos Sem Terrinha do Rio Grande do Norte.

A atividade reuniu 350 crianças e 150 educadores infantis, no Centro de Capacitação e Treinamento Patativa do Assaré, em Ceará Mirim.

As crianças participaram na manhã desta terça-feira de uma marcha pelas ruas da cidade, apresentando os temas discutidos no encontro.

A manifestação foi encerrada com a leitura da carta dos Sem Terrinha. Depois, o documento foi entregue à Câmara Municipal e à prefeitura de Ceará Mirim.

Prefeitura de Mossoró é ocupada por Sem Terra do RN

Cerca de 350 famílias ocuparam a prefeitura de Mossoró (RN) nesta quinta-feira (15/4), para apresentar uma pauta de reivindicações que envolve o abastecimento de água aos assentamentos e acampamentos, investimentos em saúde, infra-estrutura para as escolas, coleta seletiva e reciclagem, transporte e comercialização dos produtos agrícolas dos assentamentos.

À tarde, a jornada terá continuidade com uma marcha pelo centro da cidade, com o lema “Lutar não é crime”.

PM faz despejo violento de famílias Sem Terra no RN

O Batalhão de Choque da Polícia Militar realizou um despejo violento de 75 famílias do MST de um latifúndio improdutivo, no município de Touros (a 70 km da capital), na região litorânea do Rio Grande do Norte, na tarde desta terça-feira (30/3).

Os 150 soldados do batalhão chegaram ao local em torno das 14h. Logo depois, queimaram os barracos com os pertences das famílias e deixaram seis pessoas feridas, que foram levadas ao Hospital Municipal de Touros.

PM faz despejo violento de famílias Sem Terra no RN

O Batalhão de Choque da Polícia Militar realizou um despejo violento de 75 famílias do MST de um latifúndio improdutivo, no município de Touros (a 70 km da capital), na região litorânea do Rio Grande do Norte, na tarde desta terça-feira (30/3).

Os 150 soldados do batalhão chegaram ao local em torno das 14h. Logo depois, queimaram os barracos com os pertences das famílias e deixaram seis pessoas feridas, que foram levadas ao Hospital Municipal de Touros.