29 de outubro de 2022

Terra prometida ocupada

Terra prometida ocupada

Fazenda Annoni, 34 anos: ao lado de Canoas, em Nova Santa Rita, vive família que participou dos eventos que culminaram na primeira fazenda ocupada na luta pela Reforma Agrária no Brasil. Foi em 29/10/1985. Era o início do MST
Resistiremos!

Resistiremos!

Neste momento, é fundamental continuarmos juntos e coesos em torno da democracia, da soberania nacional e da luta por direitos

Reportagem fotográfica denuncia impactos das hidrelétricas na Amazônia




Da Página do MST

“1100 usinas hidrelétricas existem em operação no Brasil. Destas, 24 estão na Amazônia, seis estão em construção e mais 23 estão mais previstas; sete serão construídas em áreas intocadas. Para quem e para que é esta energia toda? Como ficarão as pessoas atingidas por esses projetos?”

Plebiscito pela reforma política: o primeiro desafio de Dilma


Por Bruno Pavan
Do Brasil de Fato


Poucas horas depois da reeleição, a presidenta Dilma Rousseff já se confronta com o que pode ser o grande desafio do seu segundo mandato: o plebiscito popular pela reforma política mediante a um processo de constituinte exclusiva. 

Produto da Monsanto é suspeito de aumentar casos de câncer na Argentina



Do Opera Mundi

Pesticidas fabricados pela Monsanto, indústria de agricultura norte-americana, são suspeitos de serem os responsáveis por problemas de saúde que vão desde defeitos congênitos a câncer na Argentina, segundo uma reportagem da AP (Associated Press) divulgada nesta segunda-feira (21/10). De acordo com a agência, a ausência de leis que regulem agrotóxicos levou ao uso incorreto deles no país, levando determinados estados a terem taxas maiores de câncer, por exemplo, que outros.

Corta essa de suicídio!

 

 

Por José Ribamar Bessa Freire

Do Diário do Amazonas

Foi assim. No primeiro século da era cristã, os Guarani saíram da região amazônica, onde viviam, e caminharam em direção ao Cone Sul. Depois de longas andanças, ocuparam terras que hoje estão dentro de vários estados nacionais: Brasil, Paraguai, Argentina, Uruguai e Bolívia. Os vestígios arqueológicos e linguísticos que foram deixando ao longo do caminho permitiram que os pesquisadores reconstruíssem essa rota e estabelecessem datas prováveis do percurso feito.  

Trem da Vale faz mais uma vítima em assentamento no Pará

[img_assist|nid=10828|title=|desc=|link=none|align=left|width=640|height=480] Por João Márcio Da Página do MST Joaquim Madeira, de 74 anos, foi morto na manhã desta sexta-feira (29/10) na Ferrovia de Ferro Carajás, sob concessão da Vale, na altura do assentamento Palmares, do MST, atropelado pelo tem da mineradora. O idoso já havia perdido o filho, Juari Madeira, na mesma circunstância e local há oito anos.

Manifesto em defesa do MST recebe mais de cinco mil assinaturas

Nesta quinta-feira (29/10), o manifesto Contra a violência do agronegócio e a criminalização das lutas sociais, em defesa do MST, atingiu a marca das cinco mil assinaturas. O documento, idealizado por dezenas de intelectuais do Brasil e do mundo, denuncia todo o processo de criminalização do MST a partir dos últimos acontecimentos, em especial a exploração da mídia no caso da ocupação das fazendas controladas irregularmente pela Cutrale e a instauração da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) contra o Movimento.

Cimi discute desenvolvimento e desterritorialização

Do Cimi O desenvolvimento como dominação da natureza é uma idéia poderosa e coloca os movimentos sociais em situação antagônica ao que é pregado como bom, moderno. Essa avaliação do pesquisador Guilherme de Carvalho, da FASE-Pará, foi apresentada nesta quarta-feira (28/10), no painel “Atual modelo de desenvolvimento: os grandes projetos como estratégia de desterritorialização dos povos tradicionais e dominação dos territórios pelo capital”, durante a XVIII Assembléia Geral do Cimi, que acontece entre 27 e 30/10, em Goiás.

Cerrar fileiras em defesa do MST

Newton Gomes Junior* O episódio da ocupação pelo MST, das terras ocupadas pela Cutrale em São Paulo foi tratado com alarde por toda a imprensa nacional. As imagens de um trator pondo por terra laranjeiras rendeu manchetes e declarações no governo e no Congresso que beiraram a histeria, tratou-se desde logo, inclusive com o aval do Planalto de reforçar a idéia de que o MST perdeu a causa e o rumo, em nada diferenciando-se das ondas de violência promovidas pela ação da criminalidade que assolam o país.

Freira é ameaçada de morte em Minas Gerais

Da CPT Em Salto da Divisa, impera a concentração de terra nas mãos de poucos latifundiários. O latifúndio improdutivo e a monocultura do eucalipto - extremamente danosa ao meio ambiente - têm causado sérios problemas sociais relacionados à posse e ao manejo da terra. O coronelismo na região perpetua a pobreza, exclusão e desigualdade social.

Da ocupação da fazenda Capim à CPI: represália ao MST

Por Núcleo de Estudos e Pesquisas Psicologia Social e Educação: contribuições do Marxismo (Neppem) - Unesp/ Bauru Há um mês famílias do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra ocuparam a fazenda Capim com o objetivo de denunciar a utilização ilegal das terras, propriedade da união, pela multinacional exportadora de suco Cutrale. Desde então, os ataques ao movimento e a tentativa de criminalizá-lo vem crescendo.

Estudo mostra contribuição das empresas com desmatamento

Um mapeamento da cadeia produtiva da soja, óleo de palma e outras commodities, realizado pela fundação inglesa Global Canopy Foundation, relava a responsabilidade das companhias de grande porte sobre a destruição das florestas do mundo. O que uma grande companhia aérea européia tem a ver com o desmatamento na Amazônia? Provavelmente muito, já que há grandes chances de o frango que é servido a bordo ter sido alimentado com soja que, muito possivelmente, veio de plantações brasileiras que contribuíram para a destruição de mata nativa.

Protesto adia votação do projeto de lei “Floresta Zero”

Ativistas do Greenpeace protestaram ontem (28/10), em Brasília, durante a reunião da Comissão de Meio Ambiente e de Desenvolvimento Sustentável da Câmara dos Deputados. Estava em pauta a votação do projeto de lei 6.424/05 do senador Flexa Ribeiro (PSDB-PA), conhecido como "Floresta Zero". O projeto de lei está no cerne de outro maior que traz várias modificações ao Código Florestal Brasileiro, proposta encabeçada por entidades ruralistas, tendo a Confederação Nacional da Agricultura (CNA) à frente. Após o protesto, a votação foi adiada por uma semana.

Suspeito do assassinato de Irmã Dorothy é eleito prefeito

Do Instituto Humanitas Unisinos Quase três anos e oito meses depois da missionária Dorothy Stang ter sido assassinada, um de seus mais antigos aliados políticos, Francisco de Assis Sousa, o Chiquinho do PT, elegeu-se prefeito em Anapu (PA) tendo como…

CPI indicia transnacionais de fertilizantes por preço abusivo

Da Agência Chasque A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dos Insumos Agrícolas votou nesta segunda-feira (27) pelo indiciamento das transnacionais de químicos Bunge, Yara e Mosaic por preço abusivo. No relatório final, aprovado por unanimidade na CPI, os parlamentares apontaram…

Campanha de solidariedade a Cuba e Haiti

Por conta das calamidades climáticas dos dois furacões, que acometeram os países do Caribe, em especial Haiti e Cuba, as notícias que nos chegam de nossos amigos, e movimentos sociais que lá vivem, são trágicas. Mais de dois milhões de…

Famílias Sem Terra trancam BR-070 em Mato Grosso

Cerca de 500 famílias do MST trancaram na madrugada de hoje, dia 29, a BR-070, a cerca de 10 km de Cáceres (MT). As famílias querem que o poder judiciário defina sobre as áreas que aguardam julgamento para que as…

Justiça de Cascavel solta pistoleiros que atacaram Sem Terra

No mesmo dia em que o segurança que atirou em Valmi Mota de Oliveira, Keno, 34 anos, foi reconhecido pelos trabalhadores rurais, o Poder Judiciário de Cascavel tomou a decisão de soltar os sete pistoleiros presos em flagrante no último…

Brasil: palco de agressão homicida

ENTRE BANDOS ARMADOS, AGROTÓXICOS DESUMANOS E SEMENTES TRANSGÊNICAS Mirando a transnacional suíça Syngenta Por Sergio Ferrari*, desde Berna, Suíça Uma fazenda experimental de transgênicos da Syngenta no Brasil se transformou no terceiro domingo de outubro em um cenário de horror…

Anistia Internacional pede providências pela morte de Keno

A Anistia Internacional – organização de defesa dos direitos humanos – lançou um apelo pedindo providências dos órgãos competentes pela morte do dirigente do MST, Valmir Mota de Oliveira, conhecido como Keno. O trabalhador foi executado em ação de milícia…

MST denuncia crimes de empresa pública em Santa Catarina

Num exemplo de solidariedade entre os trabalhadores do campo e da cidade, o MST promoveu na quinta-feira, dia 25, em Caçador, meio oeste catarinense, uma mobilização estadual, congregando diversos movimentos, entidades e parlamentares. Cerca de 500 pessoas saíram em caminhada…

Ato em Brasília pede transparência nas concessões de radiodifusão

No último domingo, dia 28, as entidades formadoras da Rede pela Democratização da Comunicação do DF (RDC) realizaram um ato político-cultural pedindo democracia e transparência nas concessões de rádio e TV. Grupos culturais de Brasília participaram do evento, que começou…

Brigada Militar impede marcha do MST à Não-me-Toque

Cerca de 500 Sem Terra está sendo impedidos pela Brigada Militar de prosseguir em marcha até a cidade de Não-me-Toque, Rio Grande do Sul. As famílias, que integram uma das três colunas do MST que marcham em direção à Fazenda…

França suspende produção comercial de transgênicos

O presidente da França, Nicolas Sarkozy, suspendeu a produção comercial de transgênicos. “Em respeito ao princípio da precaução, pretendo que a produção comercial de transgênicos seja suspensa. Esta situação mantém-se até a conclusão duma peritagem, a ser conduzida por uma…

MST fortalece luta sindical em Minas Gerais

Informativos – Últimas do MST MST fortalece luta sindical em Minas Gerais 29/10/2004 No último dia 26, em frente à Belgo Bekaert Arames S.A. e à Vallourec & Mannesmann Tubes do Brasil, em Contagem (MG), integrantes do MST, da Federação…

Saque consentido

Por Elaine Tavares, Fonte Adital Enquanto boa parte das gentes assiste tranqüila à novela das oito, lá no Equador, agentes estadunidenses, governamentais e privados, tramam, com a cumplicidade dos governos locais, mais um grande golpe contra a vida da população latina. Trata-se da V Rodada de Negociações do Tratado de Livre Comércio entre os EUA e os países andinos. A idéia é simples. Enquanto não é possível fazer acontecer a Alca, na sua totalidade, o grande capital vai comendo pelas beiradas, fazendo acordos bi, tri ou multilaterais, até que tudo esteja dominado.

“Quem for processado por trabalho escravo vai perder”

“Quem for processado por trabalho escravo, vai perder” 29/10/2004 Por Verena Glass e Leonardo Sakamoto Fonte: Agência Carta Maior O maranhense Jorge Vieira, juiz do trabalho em Marabá, Sul do Pará, ganhou notoriedade nos últimos dois anos por confrontar uma…