Notas

Nota do MST em solidariedade a Mauro Iasi

Nota do MST em solidariedade a Mauro Iasi

Repudiamos essas manifestações de ódio de classe incitam a violência contra as lutadoras e os lutadores de diversas causas sociais, bem como naturalizam o assassinato em massa de jovens, pobres e negros nas periferias deste país.

MST se solidariza com Maria do Rosário e repudia truculência de Bolsonaro

 

Da Página do MST


A direção nacional do MST  vem a público manifestar sua solidariedade à Deputada Maria do Rosário frente às agressões estapafúrdias e inaceitáveis que o deputado federal Jair Bolsonaro (PP) cometeu contra sua honra.


Esperamos que a Comissão de Ética da Câmara dos Deputados cumpra com suas responsabilidades.


Temos certeza que a sociedade brasileira repulsa com energia atitudes como essa do deputado direitista, que revelam a distorção política de representação que envolve o parlamento brasileiro.

Em nota, MST se despede do filósofo marxista Leandro Konder



Da Página do MST


Morreu nesta quarta-feira (12/11), o filósofo marxista Leandro Konder, um companheiro de lutas e ideais da construção de uma sociedade comunista.

Leandro marcou sua trajetória de vida por suas convicções políticas, sua coerência, uma militância ativa e intransigente em defesa dos interesses da classe trabalhadora.

Sem Terra divulgam nota sobre possibilidade de despejo na Araupel



Da Página do MST


O Acampamento Herdeiros da Terra 1º de Maio, que ocupa área da madeireira Araupel, no Paraná, continua sendo alvo de ataques.


A imprensa local veiculou notícia de que o governador Beto Richa (PSDB) teria assinado a ordem de despejo do acampamento antes do término das eleições, e esta seria cumprida nesta quarta-feira (29/10).

MST denúncia violação de Direitos Humanos no Acampamento Dom Tomás Balduíno



Da Página do MST


A ocupação da Agropecuária Santa Mônica, hoje denominada Acampamento Dom Tomás Balduíno, está em seu terceiro dia e tem sofrido a conivência do aparato de segurança governamental com o latifúndio.


Em nota, o MST ressalta que apesar dos esforços em estabelecer uma negociação pacífica pela destinação da área para a reforma agrária, a preponderância do uso de poder político e econômico em favor do interesses do Senador Eunício tem neutralizado as negociações e tornado a situação crítica para os trabalhadores na região.

Em nota, MST exige Reforma Agrária dos candidatos à Presidência



Da Página do MST



Confira Nota da Direção Nacional do MST aos candidatos e candidatas à Presidência da República e aos governos estaduais,
analisando a situação dos camponeses, Sem Terra, exigindo mudanças econômicas, sociais e estruturais para que se cumpra uma Reforma Agrária de fato:


CARTA DO MST AOS CANDIDATOS E CANDIDATAS

CPT denuncia e repudia onda de violência no campo

 


Da CPT

A diretoria e a coordenação executiva nacional da CPT divulgaram, no dia 19-08-2014, Nota Pública onde denunciam e repudiam a onda de violência no campo, intensificada nos meses de julho e agosto desse ano.

Fiscais do Trabalho repudiam declarações de Kátia Abreu



Do Brasil 247

O Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais do Trabalho (Sinait) enviou nesta quarta-feira, 23, nota de repúdio contra as declarações da senadora e candidata à reeleição pelo PMDB, Kátia Abreu, que criticou na tribuna do Senado a falta de regras claras para punição ao trabalho escravo.

Organizações repudiam liberação de agrotóxicos de Benzoato de Emamectina


Da Página do MST

A poder judiciário da Bahia quer autorizar os produtores de algodão e soja do oeste do estado a utilizarem em suas lavouras o benzoato de emamectina. As lavouras da atual safra de algodão e soja da região vêm sofrendo com o ataque de uma lagarta, conhecida como Helicoverpa Armigera.


Entretanto, organizações sociais que compõem a Campanha Permanente Contra os Agrotóxicos e Pela Vida lançaram uma carta em repúdio à liberação de agrotóxicos que contenham o produto benzoato de emamectina. 

MST repudia projetos de leis antiterrorismo do Congresso


Por Ricardo Prestes Pazello e Luiz Otávio Ribas
Para Página do MST


Um dia depois do STF encerrar seus trabalhos em função da marcha de 15.000 sem terra, que culminou na Praça dos Três Poderes, o setor de direitos humanos do MST debate como se organizar diante do sistema de justiça, em especial frente a possíveis mudanças legislativas.

Movimentos repudiam cancelamento da 2ª Conferência Nacional de Educação



Da Página do MST


Entre os dias 17 a 21 de fevereiro estava marcado para acontecer a 2ª Conferência Nacional de Educação (CONAE), um espaço plural e democrático onde diversas organizações sociais se reúnem e constroem propostas basilares para o Sistema Nacional de Educação.

Entretanto, o Ministério da Educação decidiu unilateralmente cancelar tal atividade. Confira a nota de repúdio do MST: 

Em nota, MST lamenta falecimento de Bruno Maranhão

 

Da Página do MST

 

Bruno Maranhão, um dos fundadores do PT e do MLST (Movimento de Libertação dos Sem Terra), faleceu neste sábado (25/01), aos 74 anos. O MST lamenta sua morte e presta, na nota abaixo, homenagem ao militante e à sua família: 

Prezados familiares de Bruno Maranhão,

 

Judiciário despeja Sem Terras no MA baseado em nota falsa

 

Da Página do MST

 

Uma área de acampamento próxima ao assentamento Baturité, no Maranhão, foi alvo de liminar de reintegração de posse no dia 22 de maio. Sem qualquer aviso prévio, a polícia despejou as 35 famílias acampadas nos 400 hectares de terra. 

Campanha contra agrotóxicos repudia nova fábrica da Monsanto em Petrolina

 

 

 

Da Página do MST

 

Uma nova unidade de pesquisa e tecnologia da empresa transnacional Monsanto foi inaugurada em Petrolina. Apesar de receber apoio do Estado, as organizações da sociedade civil organizadas pela Campanha Permanente Contra os Agrotóxicos e Pela Vida criticam a presença da Monsanto na região. 

Organizações do campo divulgam nota sobre o Estatuto da Juventude

 

Da Página do MST

Diversas organizações de juventude do campo enviaram uma carta ao relator do Estatuto da Juventude na Comissão de Assuntos Sociais (CAS), senador Paulo Paim (PT-RS) em relação ao Estatuto da Juventude, que será uma declaração de direitos singulares e universais dos jovens, além de ter como objetivo a criação de políticas públicas para a juventude brasileira.

Nota Pública pela democratização da comunicação já tem apoio de 90 entidades



Pelo menos 90 entidades de vários segmentos da sociedade civil assinaram a nota pública do Fórum Nacional pela Democratização da Comunicação até esta sexta-feira, dia 1. Além das entidades, o manifesto recebeu também 43 assinaturas individuais. Ambas as formas de apoio podem ser realizadas por meio de manifestações de apoio encaminhadas ao endereço secretaria@fndc.org.br. O documento apoia o direito à comunicação à todos e rechaça a postura do governo em não colocar em debate a democratização da comunicação no país.

Código Florestal: nota técnica sobre os vetos da Presidenta Dilma

 

Da Página do MST

 

"A Presidenta promoveu vetos no intuito de retomar a essência da MP 571/2012, naquilo que foi deturpado em sua tramitação no Congresso Nacional, principalmente no tocante à recomposição de vegetação, cujo objetivo foi garantir a recomposição e não permitir “que se impusesse uma oneração maior aos pequenos proprietários rurais". É isso que diz nota técnica da assessoria parlamentar da Câmara sobre os nove vetos da Presidenta Dilma ao Projeto do Código Florestal.

CPT repudia tortura de camponeses por pistoleiros no Pará

 

 

 

 

Da CPT

Nota pública da CPT de Xinguara e do STTR de Santana do Araguaia sobre caso ocorrido no Sul do Pará. Pela terceira vez, fazendeiro e pistoleiros torturam e expulsam 27 famílias do Assentamento Colônia Verde Brasileira, fazenda "03 Palmeiras", em Santana do Araguaia (PA).

 

 

NOTA PÚBLICA

Trabalhadores rurais repudiam ação das forças policiais contra ato em Alagoas


Da Página do MST
 
Veja nota de repúdio dos movimentos sociais do campo de Alagoas sobre a ação das forças policiais diante de uma manifestação realizada no estado. 

Os movimentos sociais do campo em defesa da Reforma Agrária do estado de Alagoas vem a público lamentar e repudiar a ação violenta do Estado brasileiro através da ação do Batalhão de Operações Especiais (Bope), que atirou contra os trabalhadores e trabalhadoras na manhã desta sexta-feira (17) de agosto, no trevo de acesso ao pólo industrial de Marechal Deodoro.

MST denuncia impacto da seca no Nordeste


Por José Coutinho Júnior
Da Página do MST

O Nordeste brasileiro vive este ano uma das maiores secas na região dos últimos 30 anos. De acordo com o Ministério da Integração Nacional, 769 municípios nordestinos estão oficialmente em estado de emergência. O número de pessoas afetadas está estimado em 12 milhões e o prejuízo que a seca traz à região ultrapassa R$ 12 bilhões somente em 2012.

MST denuncia fechamento de escolas do campo em audiência pública no Senado

 

Por Gisele Barbieri
Especial para a Página do MST

 

O integrante da Coordenação do Coletivo de Juventude do MST, Antônio Neto, cobrou políticas públicas específicas para a juventude do campo em áreas como educação, saúde, mercado de trabalho e cultura, em audiência pública no Senado, convocada pelo Randolfe Rodrigues (PSOL/AP), nesta terça-feira.

MST denuncia expulsão de assentados para construção de Eike Batista no Rio

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Por Alan Tygel
Especial para a Página do MST

 

 

Mais de 200 famílias do MST montaram um acampamento em frente ao Incra, na cidade do Rio de Janeiro, nesta quarta-feira (24/8). O movimento cobra o assentamento das famílias acampadas. Desde 2007, não acontece nenhuma desapropriação de terras no estado.

Nota à sociedade de MT sobre despejo da fazenda Rancho Verde



Da Página do MST


Na manhã desta terça-feira, 3 de agosto, a Polícia Militar de Mato Grosso realizou o despejo do Acampamento Cássio Henrique Ramos, situado no município de Cáceres. O Acampamento ficava na fazenda Rancho Verde e as famílias estavam na área desde o dia 14 de junho deste ano. A fazenda já tem um laudo de vistoria feito pelo Incra, dizendo que é improdutiva. Porém, o proprietário briga na justiça para invalidar o laudo.

Mais de 50 entidades repudiam mudanças de Aldo Rebelo no Código Florestal

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 



Por Igor Felippe Santos
Da Página do MST

 

 

Mais de 50 entidades da sociedade civil rejeitaram o relatório do deputado federal Aldo Rebelo (PCdoB) com mudanças no Código Florestal e pediram mais tempo para a discussão, no seminário nacional promovido em São Paulo (SP), no sábado, que reuniu mais de 400 pessoas.

MST denuncia descaso da prefeitura de Limeira

 

Da Página do MST

 

Cerca de 50 trabalhadores e trabalhadoras do MST do acampamento Elizabeth Teixeira em Limeira, em São Paulo, fecharam a rodovia Anhanguera na altura do acampamento no km 137 por meia hora na manhã desta sexta-feira.

Nesse ato, as famílias reivindicaram a regularização definitiva da área com o assentamento de Reforma Agrária Elizabeth Teixeira.

Nota em defesa dos direitos humanos no Maranhão

 

Dois trabalhadores rurais foram executados após cobrarem uma dívida trabalhista do fazendeiro Adelson Veras de Araújo na fazenda Boa Esperança, localizada na Reserva Biológica do Gurupi (unidade de conservação federal da floresta amazônica), em 13 de junho de 2008.

Nota de pesar do MST


Faleceu ontem (20/12) pela manhã o nosso militante e dirigente do MST, Marcio Zoia. Ele  assentado no assentamento Che Guevara, em Sidrolândia, Mato Grosso do Sul. Marcio Zoia participou da Direção Estadual, do Setor de Saúde do estado, foi aluno da Escola Nacional Florestan Fernandes, e ultimamente ajudava a cordenar a construção das casas nos assentamentos.

Marcio teve problemas de coração e pulmão e não suportou.
 

MST denuncia desmatamento da Amazônia em documentário

Por João Marcio Da Página do MST Um grupo de documentaristas da produtora Argentina, Cru Films, estará no Pará entre os dias 11 e 15 de novembro para a realização de um documentário que aborda os principais motivos que levam o Estado paraense a ser campeão de desmatamento na Amazônia. Segundo estudo divulgado pela organização não governamental Imazon (Instituto do Homem e do Meio Ambiente na Amazônia), a Amazônia perdeu 210 quilômetros quadrados no mês de agosto. O Pará é responsável por 68% do desmatamento, ou seja, 142 quilômetros quadrados de floresta.

Escola do MST tem a melhor nota no Enem em Abelardo Luz

[img_assist|nid=10821|title=|desc=|link=none|align=left|width=640|height=373]Por Ernesto Puhl Do Jornal Sem Terra Na Escola Semente da Conquista, localizada no assentamento 25 de Maio, em Santa Catarina, estudam 112 filhos de assentados, de 14 a 21 anos. A escola é dirigida por militantes do MST e professores indicados pelos próprios assentados do município de Abelardo Luz, cidade com o maior número de famílias assentadas no estado. São 1418 famílias, morando em 23 assentamentos.

Juventude da CLOC repudia tentativa de golpe no Equador

Da Comunicação Congresso da CLOC Jovens integrantes de diversas organizações da Coordenadoria Latinoamericana de Organizações do Campo (CLOC), manifestaram suas reflexões e demandas no programa de televisão “Defendendo a Pachamama”, produzido pela Federação Nacional de Organizações Camponesas, Indígenas e Negras, (FENOCIN), do Equador. No programa, foram entrevistados Omar Delgado, dirigente da Coordenadoria Nacional Camponesa (CNC), Delia Guaman, dirigente da FENOCIN, ambos do Equador e a dirigente da Associação de Trabalhadores do Campo (ATC), Zayra Ticay, da Nicarágua.

Via Campesina repudia ataques e defende democracia no Equador

Da Página do MST Leia abaixo nota da Via Campesina e da Coordenação Latino Americana de Organizações do Campo (CLOC) sobre os últimos acontecimentos no Equador. No marco da realização de nosso V Congresso no Equador, como Coordenação Latino Americana de Organizações do Campo, CLOC – Via Campesina, fazemos eco das milhões de vozes de camponesas e camponeses de todas as regiões do Continente em rejeição aos últimos eventos suscitados na nossa nação irmã, o Equador.

MST repudia declarações de Serra

O MST repudia os retrocessos sociais simbolizados na candidatura tucana. José Serra é líder de uma coalizão conservadora, que pretende implantar em nível nacional suas políticas repressoras, tal como fez no estado de São Paulo em relação aos professores, sem-teto, sem terra.

“Onyx tirou nota zero na tentativa de prorrogar a CPMI”

Por Vania Alves Do Blog da Reforma Agrária Na avaliação do deputado deferal Paulo Teixeira (PT-SP), a CPMI contra a Reforma Agrária foi um "tiro no pé" da bancada ruralista. Para ele, a iniciativa que tinha como objetivo de minar o programa de Reforma Agrária acabou fortalecendo ainda mais as entidades que trabalham nos assentamentos. Leia também

CPT lança nota contra porto ilegal da Cargill em Santarém

A CPT, diante da ameaça de ser dado finalmente a licença à Cargill S.A, no dia 14 de julho, resolveu escrever a carta abaixo em repúdio à presença da multinacional em Santarém, que abre precedente para outras empresas e o aumento de conflitos na região. Abaixo, leia a carta. A Cargill S.A. volta a ser tema regional e nacional no momento em que se esforça para garantir

Assentamento ganha prêmio “Escola nota 10” no Ceará

Por Marcelo Matos Da Página do MST O prêmio “Escola Nota 10” foi entregue a 148 escolas públicas do Ceará, por alcançarem metas de ensino, tanto na parte pedagógica como na parte social, gestão e alfabetização, em cerimônia realizada na segunda-feira, com a presença de professores e diretores no Centro de Convenções. Na edição deste ano do prêmio, a escola Margarida Alves, do assentamento 25 de Maio, no município de Madalena, recebeu o prêmio, promovido pelo governo estadual.

Entidades repudiam distribuição de sementes transgênicas

Da Agência Latino-Americana e Caribenha de Comunicação O Centro de Apoio ao Pequeno Agricultor (Capa), órgão vinculado à Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil, e o Fórum de Agricultura Familiar da Região Sul do Rio Grande do Sul repudiaram, em nota à imprensa, a distribuição de sementes transgênicas de milho.

MST denuncia violência contra Sem Terra no Pará

Da Pàgina do MST O MST do Pará denuncia a ação arbitrária da Polícia Militar e Polícia Civil do município de Santa Luzia do Pará, a cerca de 200 km de Belém. A Fazenda Cambará fica localizada a 40 km de Santa Luzia do Pará e pertence à Gleba Pau de Remo. Trata-se de uma área pertencente à União, apropriada de forma ilícita por fazendeiros.

Veja nota do Greenpeace sobre texto do relator

Do Greenpeace O deputado Aldo Rebelo (PCdoB-SP) finalmente apresentou seu relatório na Comissão Especial criada pela Câmara dos Deputados para consolidar as propostas de alteração do Código Florestal. A bancada da motosserra à qual Aldo se ligou umbilicalmente nos últimos meses, está, obviamente, exultante. O relator fez um serviço ainda melhor do que eles esperavam.

MST assina nota de repúdio a manobra da CTNBio para liberar arroz transgênico

. . . . . . . . . . . . . . .. . . . . O MST e a Via Campesina assinam manifesto em "repúdio à manobra da Comissão Técnica Nacional de Biossegurança (CTNBio), de realizar uma mesa redonda sobre o arroz transgênico". Mais 12 entidades aderiram ao documento, como o Greenpeace e o Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor. Segundo a nota, a CTNBio pretende "invalidar a audiência pública, com participação da sociedade civil, realizada no dia 17 de março de 2009, e privar a sociedade do debate acerca do arroz transgênico". Abaixo, leia a nota.

Um grito de denúncia, uma nota contra a violência: justiça ao companheiro José Maria Filho

Um crime provoca indignação e perplexidade: o assassinato de Zé Maria, 44 anos, ocorrido neste dia 21 de abril de 2010. Ele era presidente da Associação Comunitária São João do Tomé, presidente da Associação dos Desapropriados Trabalhadores Rurais Sem Terra – Chapada do Apodi, liderança do movimento social – filho da comunidade do Sítio Tomé - Limoeiro do Norte – CE.

Instituições de ensino e organizações do campo repudiam decisão do TCU

Instituições de ensino e organizações do campo divulgam moção de repúdio ao Acórdão 2653/2008, estabelecido pelo Tribunal de Contas da União (TCU), que impede os movimentos sociais de estabelecer parcerias e participar ativamente da construção de cursos nas universidades. A seguir, leia a íntegra do documento.

MOÇÃO DE REPÚDIO AO ACÓRDÃO 2653/2008 DO TCU

Nota do MST sobre dados de assentamentos do governo

A política de criação de assentamentos foi abandonada pelo governo. Matéria divulgada pela Folha de S. Paulo nesta sexta-feira (12/2) mostra que, em 2009, 55.498 famílias foram assentadas em todo o país (a meta do governo era de 75 mil). Em sete anos de gestão, a promessa anual de famílias beneficiadas foi cumprida uma única vez (em 2005) e o número de famílias à espera de um lote se manteve estagnado em cerca de 200 mil.

Cimi repudia construção de Belo Monte

O Conselho Indigenista Missionário (Cimi) divulgou, nesta quinta-feira (4/2), uma nota contra a concessão da licença prévia concedida pelo Ibama para a construção da Usina Hidrelétrica de Belo Monte, no Rio Xingu (PA). O governo federal liberou a licença nesta segunda-feira (1/2). A obra é a maior do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento), está orçada em R$ 20 bilhões e deverá ser licitada no início de abril. Estima-se que 12 mil famílias serão afetadas pela construção da usina. Leia abaixo a nota divulgada pela entidade .

MST-PA denuncia perseguição a dirigentes

Companheiras e companheiros, entidades, instituições, amigas e amigos do MST-PA, Este ano de 2010 que se inicia já traz a marca de quanto precisamos nos organizar e lutar para combater as injustiças, enfrentar o latifúndio e o agronegócio na região Amazônica e garantir a dignidade do povo paraense e Amazônida. A Jornada de Lutas em Defesa da Reforma Agrária, organizada pelo MST-PA em novembro de 2009, teve o objetivo de denunciar as milícias armadas que continuam ameaçando as famílias acampadas no estado. Estas mesmas milícias que balearam mais de 18 trabalhadores somente em 2009.

Nota do MST sobre prisão de militantes em SC

O MST é um movimento que luta, há décadas, por um modelo de desenvolvimento agrícola que valoriza o meio ambiente, o respeito à vida e à dignidade de homens e mulheres que trabalham no campo. Entre nossos principais posicionamentos estão a defesa da agricultura familiar e camponesa, a luta contra os latifúndios improdutivos e a defesa de diversas populações contra a retirada sistemática, e muitas vezes violenta, de trabalhadores e trabalhadoras de suas terras e de suas casas, em nome de um modelo que somente privilegia grandes empresas e latifundiários.

CNA repudia direitos humanos e reafirma aliança reacionária

Depois de ser alvo de críticas do setor militar, o Plano Nacional de Direitos Humanos (PNDH-3), lançado no fim do ano passado pelo governo, é contestado agora pela reacionária Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA). Nesta quinta-feira (7/1), a senadora Kátia Abreu (DEM-TO), afirmou que o plano aborda o agronegócio com "preconceito".

Nota da CNBB sobre a Conferência de Copenhague

“Toda a criação espera ser libertada da escravidão” (cf. Rm 8,21). Entre os dias 7 e 18 de dezembro, realiza-se a Conferência da ONU sobre Meio Ambiente - COP 15, em Copenhague. As decisões que serão tomadas pelos governantes terão impacto no futuro da humanidade e em todas as formas de vida no Planeta.

Assembléia de Minas Gerais repudia Kátia Abreu

A Comissão de Política Agropecuária e Agroindustrial da Assembleia Legislativa de Minas Gerais aprovou, na sessão de terça-feira (24/11), o requerimento apresentado pelo deputado estadual Chico Uejo (PSB) de repúdio ao envolvimento da presidente da Confederação Nacional da Agricultura (CNA), senadora Kátia Abreu (DEM-TO), no suposto esquema classificado pelo Ministério Público Federal de Tocantins como sendo de “grilagem pública”.

Nota à imprensa alagoana

O Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) realizou, na última quinta-feira (19/11), ocupação no município de Taquarana, cerca de 113 km distante da capital Maceió. A fazenda Olho D’Água do Caboclo pertence às terras do antigo banco Produban, falido pela inadimplência dos grandes usineiros do estado, que não saldaram suas dívidas.

Nota do MST sobre desmatamento

1- Nenhum dos oito assentamentos da lista dos maiores devastadores da Amazônia, divulgada pelo Ministério do Meio Ambiente, localizados no Mato Grosso, é coordenado pelo MST. A presença de supostos assentamentos na lista dos maiores devastadores da Amazônia é conseqüência da política do governo federal, tanto na gestão do presidente Fernando Henrique Cardoso quanto do presidente Lula, de regularizar a posse de áreas sem critérios adequados para inflar os números da reforma agrária.

Entidades repudiam violência contra Sem Terra no Pará

Os sindicatos reunidos na Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado do Pará (Fetagri) e a Comissão Pastoral da Terra (CPT) exigem, em nota, liberdade para os trabalhadores Sem Terra presos no Pará e o fim da impunidade dos crimes cometidos contra trabalhadores rurais. Leia as notas abaixo: NOTA PÚBLICA DE SOLIDARIEDADE AO ADVOGADO DA CPT DR. JOSÉ BATISTA E AOS DEFENSORES PÚBLICOS DR. ROSSIVAGNER E DR. ARCLÉBIO

MST denuncia à OEA perseguição política sofrida pelos Sem Terra

O integrante da coordenação nacional do MST João Paulo Rodrigues denunciou o processo de repressão e criminalização da luta dos trabalhadores rurais pela Reforma Agrária no país, em audiência com a Comissão Interamericana de Direitos Humanos, um órgão da Organização dos Estados Americanos (OEA), nesta quinta-feira (05/11), em Washington, nos Estados Unidos.

Nota sobre a Jornada de Luta por Reforma Agrária no Pará

O MST do estado do Pará iniciou no dia 3/11 uma Jornada de Luta pela Reforma Agrária. Esta mobilização vem exigir o cumprimento de uma pauta de reivindicação dos trabalhadores e trabalhadoras com demandas de todas as áreas de acampamentos e assentamentos do MST estado.

MST denuncia terras griladas e milícias armadas no Pará

O MST do Pará iniciou uma jornada de lutas contra a lentidão do processo de Reforma Agrária, pelo assentamento das 2 mil famílias acampadas no Estado e por obras de infra-estrutura no assentamentos antigos nesta quarta-feira (4/11). "A retomada das terras griladas está parada e os latifundiários estão utilizando milícias armadas para intimidar as famílias Sem Terra", denuncia integrante da coordenação nacional do MST, Maria Raimunda.

MST denuncia perseguição política à OIT na Suíça

[img_assist|nid=8529|title=MST entrega denúncia em Genebra|desc=|link=none|align=left|width=640|height=425]O integrante da coordenação nacional do MST João Paulo Rodrigues entregou ao diretor-geral da OIT (Organização Internacional do Trabalho), Juan Somavia, e à representante permanente do Brasil junto à ONU (Organização das Nações Unidas), embaixadora Maria Nazareth Farani Azevêdo, uma denúncia sobre o processo de repressão e criminalização da luta dos trabalhadores rurais pela Reforma Agrária no país, em audiência em Genebra, nesta segunda-feira (2/11).

Parlamentares repudiam criminalização do MST

Na última quinta-feira (15/10), os deputados federais Ivan Valente (PSOL/SP) e Iriny Lopes (PT/ES) denunciaram em Plenário a recente ofensiva da bancada ruralista do Congresso contra o MST e a Reforma Agrária no Brasil. Segundo Valente, “de forma ardilosa, se aproveitando de um caso específico, a grande mídia está jogando todos seus esforços para ressuscitar a CPI e criminalizar o MST”.

Nota de esclarecimento sobre os recentes acontecimentos

Diante dos últimos episódios que envolvem o MST e vêm repercutindo na mídia, a direção nacional do MST vem a público se pronunciar. 1. A nossa luta é pela democratização da propriedade da terra, cada vez mais concentrada em nosso país. O resultado do Censo de 2006, divulgado na semana passada, revelou que o Brasil é o país com a maior concentração da propriedade da terra do mundo. Menos de 15 mil latifundiários detêm fazendas acima de 2,5 mil hectares e possuem 98 milhões de hectares. Cerca de 1% de todos os proprietários controla 46% das terras.

Via Campesina repudia despejo de camponeses em Honduras

A Via Campesina divulgou, nesta quarta-feira (30/9), nota sobre o despejo violento de um grupo de camponeses que mantinham tomadas as instalações do Instituto Nacional Agrário (INA), em Honduras. Leia, abaixo, a íntegra da nota:

Abong repudia criação de CPI contra o MST

Da Abong A Associação Brasileira das Organizações Não Governamentais, ABONG, vem por meio desta nota, manifestar seu repúdio à criação de mais uma Comissão Parlamentar de Inquérito contra o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra, o MST.