Herdeiros da Luta

No Paraná, assentados da reforma agrária que participaram das grandes ocupações que o MST realizou na região nos anos 90, produzem alimentos saudáveis. Agora é a vez de seus filhos, criados nos assentamentos e com desejo de seguir no campo.

Acampamento Zumbi dos Palmares comemora 16 anos de luta em Sergipe


Da Página do MST

Como símbolo de luta dos Sem Terra no estado de Sergipe, o acampamento Zumbi dos Palmares comemorou 16 anos da ocupação da Fazenda Tingui, entre os municípios de Malhador, Divina Pastora e Santa Rosa – região metropolitana do estado.

No dia 12 de março, as 223 famílias do acampamento celebraram a resistência junto a outras centenas de pessoa, entre militantes do MST das cinco regiões do estado, moradores dos municípios vizinhos, pequenos agricultores da região e personalidades políticas.

Em Campinas, Sem Terra promovem ato nesta sexta

O MST e o Sindicato dos Trabalhadores na Agricultura Familiar convidam para ato político em defesa da Reforma Agrária e contra a criminalização dos movimentos sociais às 8h desta sexta-feira (16/4), no acampamento Roseli Nunes e João Calixto, em Campinas.

O acampamento, com 150 famílias, fica na Fazenda Monte D’este, no município de Campinas, que foi declarada improdutiva há dois anos, segundo laudo de vistoria do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra).

MST acampa em frente ao Incra e inicia jornada em MT

Cerca de 200 homens e mulheres do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) em Mato Grosso, em Cuiabá, montaram acampamento nesta segunda-feira (12/4) em frente ao Instituto de Colonização e Reforma Agrária (Incra), iniciando a Jornada de Lutas por Reforma Agrária, que acontece no mês de abril em todo o Brasil.

Camponeses de Alagoas ocupam área de usina falida

Da CPT/ AL

Cerca de 100 famílias camponesas ocuparam, no último sábado (13/3), as terras da antiga Usina Bititinga, localizada no município de Messias (AL), falida desde 1994. Trata-se de uma ação conjunta envolvendo a Comissão Pastoral da Terra (CPT) e o Movimento de Libertação dos Sem Terra (MLST) de Alagoas.

O imóvel rural foi penhorado na Caixa Econômica, possui várias dívidas e uma parte do território foi arrendada pela Usina Santa Clotilde. Há vários anos o local encontra-se em estado de abandono, coberto por pasto e cana de açúcar.

No Maranhão, pistoleiros aterrorizam acampamento

Durante o último fim-de-semana (13 e 14/3), pistoleiros se vestiram de policiais militares para aterrorizar trabalhadores rurais que ocupam uma fazenda no sudeste do Maranhão. A Fazenda Cipó Cortado, no Município de Senador La Roque, está ocupada com cerca de 310 famílias desde novembro de 2007. Desde então, um grupo de cerca de 40 pistoleiros se instalou na sede da fazenda, a 2 km do acampamento, para tentar expulsar os trabalhadores, praticando terrorismo psicológico e torturas contra os acampados.