ENFF

‘O campo é o corpo’

‘O campo é o corpo’

Composição é resultado de uma parceria entre o cantor pernambucano Lira e o músico mineiro Dan Maia, para homenagear a inauguração do Campo Dr. Sócrates, na Escola Nacional Florestan Fernandes (ENFF).

Amigos da ENFF tem o desafio de fortalecer cada vez mais a escola

Por Maura Silva
Da Página do MST 


Fundada em dezembro de 2009, a Associação dos Amigos da Escola Nacional Florestan Fernandes (AAENFF) segue com o objetivo de reunir pessoas que, afinadas com o processo pedagógico instituído na Escola Nacional Florestan Fernandes (ENFF), possam contribuir com a efetivação de uma força transformadora que lute para construir uma sociedade mais justa e igualitária.

ENFF realiza Semana Florestan Fernandes



Da Página do MST


Na tarde desta terça-feira (16), militantes de todo o Brasil e de mais 19 países iniciaram a 6° Semana Florestan Fernandes, na Escola Nacional Florestan Fernandes (ENFF), em Guararema (SP).


A atividade, que se estende até o próximo sábado (20), trabalha temas relacionados ao pensador brasileiro, como Florestan Fernandes e a Formação de Quadros, apresentado pelo professor do departamento de história da UNESP, Paulo Martinez.

Faça parte da ENFF: entra na associação de amigos da escola

 

Joao Pedro Stedile, Erivan Hilario e Igor Fuser*
 
 

Vocês têm acompanhado nossas atividades na luta pela Reforma Agrária e por uma sociedade brasileira com mais igualdade nesses anos todos.

A formação político-ideológica e o processo educativo é tão importante para o MST quanto conquistar a terra para trabalhar e produzir alimentos.

Associação de Amigos da ENFF rebate matéria da Folha

Da Página do MST Leia abaixo nota da Associação dos Amigos da ENFF sobre reportagem publicada neste domingo na Folha de S. Paulo: [img_assist|nid=10935|title=|desc=|link=url|url=http://amigosenff.org.br/|align=left|width=640|height=352]NOTA DA ASSOCIAÇÃO DOS AMIGOS DA ENFF

ENFF promove seminário sobre vida e obra do peruano José Carlos Mariátegui

Por Maria Aparecida Da Página do MST

”Fazer política é passar do sonho às coisas, do abstrato ao concreto. (...) Admitir uma quebra de continuidade entre teoria e prática, abandonar os realizadores a seus próprios esforços, ainda que concedendo-lhes uma cordial neutralidade, é renunciar à causa humana” J. C. Mariátegui