Fazendeiro ameaça missionário após denunciar trabalho escravo

 

Da CPT

O padre missionário italiano Marcos Bassani, que reside no povoado de Alto Brasil e presta serviços à Diocese de Grajaú (MA), foi intimidado com tom de ameaça em sua própria residência após denunciar o trabalho escravo na região em sua coluna no blog Grajaú de Fato. 

O trabalho escravo é prática criminosa e violadora dos Direitos Humanos, comum no Estado do Maranhão, sobretudo em fazendas.

No Maranhão, Sem Terrinha lutam, brincam e estudam durante jornada

Por Jordânia Silva e Divina Lopes
Da Página do MST

Cerca de 200 crianças Sem Terrinha se encontraram, nesta sexta-feira (17), para a 3° Jornada da Infância do Campo da Regional de Açailandia, no Maranhão. 

Nos dois dias anteriores foram intensificadas as atividades pedagógicas nas escolas de assentamentos de Reforma Agrária organizados pelo MST, além das demais comunidades do campo. 

Trabalhadores rurais acampam na sede do Incra em Imperatriz, no Maranhão

 

Por Reynaldo Costa
Da Página do MST

Cerca de 150 famílias de trabalhadores rurais ocuparam a sede do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), nesta segunda-feira (26), em Imperatriz, no Maranhão. Os Sem Terra reivindicam maior rapidez em processos de regularização de áreas ocupadas. Algumas famílias estão a mais de oito anos acampadas.

Sem Terra ocupam Incra em São Luis e cobram novas desapropriações

 

Por Reynaldo Costa
Da Página do MST

Cerca de 300 trabalhadores rurais organizados pelo MST ocuparam, na manhã desta quarta-feira (30), a sede regional do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) em São Luis (MA). 

Os Sem Terra cobram desapropriações de novas áreas para a Reforma Agrária e melhores infraestrutura nos assentamentos, como estradas, escolas, energia e água. Os trabalhadores estão em audiência com responsáveis do órgão federal. 

Famílias são despejadas violentamente de área improdutiva no Maranhão

Por Reynaldo Costa
Da Página do MST

A fazenda Arizona, ocupada desde 2007 pelo MST, onde 72 famílias vivem e produzem a sua sustentação, sofreu despejo na quarta-feira passada (26/02).

O despejo, como o ocorrido mês passado no município de Senador La Roque, quebrou mais uma vez as normas de conduta que existem a fim de evitar situações de conflitos maiores durante reintegrações de posse.

Comunidades rurais são despejadas de forma irregular no Maranhão

Por Reynaldo Costa
Da Página do MST

Na manhã desta quarta-feira (13), duas comunidades rurais do Município de Alto Alegre do Maranhão, região central do estado, foram despejadas de maneira irregular.

As duas comunidades são alvos da expansão do agronegócio na região. Umas delas está localizada na área chamada Arame, regularizada em julho deste ano pelo Instituto de Terras do Maranhão (Iterma), ao garantir juridicamente a posse dos 330 hectares às famílias que há décadas vivem na área.

Suzano quer despejar comunidade centenária em Matões do Norte (MA)

Por Reynaldo Costa
Da Página do MST

A empresa Suzano Papel Celulose ameaça de despejo cerca de 80 famílias moradoras de uma comunidade tradicional em Matões do Norte, no estado do Maranhão.

A área de oito mil hectares é ocupada pela quarta geração dessas famílias, que há mais de 100 anos se sustentam do uso da terra, preservam o meio ambiente e mantêm ali sua cultura tradicional.

No pedido de reintegração de posse apresentado à Justiça de Matões, no entanto, a Suzano acusa as famílias de invasora e criminaliza lideranças da comunidade.

Roseana Sarney veta lei contra escravidão no Maranhão


Por Stefano Wrobleski
Da Repórter Brasil

A governadora do Estado do Maranhão, Roseana Sarney (PMDB), vetou o projeto de lei nº 169/2013, que havia sido aprovado na Assembleia Legislativa do Estado e previa a cassação do registro de Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) de empresas flagradas com trabalho escravo. O veto foi publicado na edição de segunda-feira (5) do Diário Oficial da Assembleia Legislativa e, na sua justificativa, a governadora alegou que o texto é inconstitucional.

Após cinco anos, juiz autoriza exame de ossada em camponeses assassinados

Por Reynaldo Costa
Da Página do MST

Há dois anos que as famílias dos trabalhadores rurais Gilberto Ribeiro Lima e Vanderlei Ferreira Meireles aguardavam o pedido de Autorização Judicial para Translado de Materiais Genético dos trabalhadores, assassinados em 13 junho de 2008.

Nesta quinta-feira (15), o Juiz Marcos Adriano Ramos Fonsêca, da comarca de Maracaçumé, no Maranhão, aceitou o pedido do translado para a realização de DNA feita pelo Centro de Defesa da Vida e dos Direitos Humanos Carmen Bascarán (CDVDH/CB), em agosto de 2011.

Sem Terra temem novo conflito com grileiros de Senador La Roque, no MA

Da Página do MST

Os trabalhadores e trabalhadoras rurais Sem Terra do Acampamento Cipó Cortado, da Região Tocantina – que abrange o município de Senador La Roque e Amarante (MA) -, continuam sobre forte ameaça dos fazendeiros da região.

Segundo a nota divulgada pelas famílias, jagunços e milícias liderados pelo fazendeiro Francisco Elson de Oliveira, que conta com o apoio de outros fazendeiros locais, continuam circulando livremente pela região, ameaçando e amedrontando os Sem Terra.

Na frente de Delegado Agrário, fazendeiros ameaçam Sem Terra no MA

Por Reynaldo Costa
Da Página do MST

O que era para ser uma audiência que discutisse a regularização de terras da União para trabalhadores rurais Sem Terra, no Maranhão, se transformou num palco de ameaças e de intimidações aos acampados da área Cipó Cortado, em Senador La Roque. 

Os grileiros buscavam, desde Brasília, despejar os trabalhadores que há mais de sete anos moram e trabalham na terra, reivindicada pelos Sem Terra por ser considerada grilada.